Cotidiano / Economia

Em fevereiro, 9 cidades de MS tiveram mais demissões que contratações; confira lista

No quadro geral, Estado manteve saldo positivo na geração de emprego formal

Gabriel Maymone Publicado em 03/04/2021, às 15h42

Esses municípios tiveram mais demissões que contratações em fevereiro
Esses municípios tiveram mais demissões que contratações em fevereiro - Divulgação

Mato Grosso do Sul fechou fevereiro com saldo positivo de 7.054 novos empregos formais criados, conforme dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia. Apesar do resultado, 9 municípios do Estado não seguiram a tendência e terminaram o mês com mais demissões que contratações.

A cidade que lidera o ranking de demissões é Paranaíba, na região nordeste de MS. Conforme os dados, o município fechou fevereiro com saldo negativo de 123 postos de trabalho extintos. Na balança estão 333 contratações contra 456  desligamentos. O motivo é o fechamento do frigorífico Golden Imex, logo no início de fevereiro.

Na sequência está Sonora, na divisa com Mato Grosso, que encerrou 81 empregos com carteira assinada em fevereiro. Foram 133 postos de trabalho criados para 214 demissões. A maioria delas na área de vigilância e segurança.

Completam a lista os municípios de  Bataguassu (-22), Vicentina (-9), Rochedo (-8), Nioaque (-7), Juti (-4), Jaraguar (-3) e Eldorado (-2). Outras 2 cidades encerraram o mês sem criar nem extinguir postos de trabalho:  Glória de Dourados  e Caracol.

Maiores geradores de empregos

Por outro lado, as cidades que mais criaram novos empregos com carteira assinada foram: Campo Grande, com saldo de 2.465, Dourados (571), Rio Brilhante (451), Três Lagoas (315) e São Gabriel do Oeste (287).

Jornal Midiamax