Cotidiano / Economia

Dourados limpa nome em mais uma lista do Tesouro e amplia capacidade para receber verbas federais

Município conseguiu zerar pendências do Cauc, cadastro que estabelece os critérios de boa gestão

Marcos Morandi Publicado em 29/06/2021, às 10h21

Cidade consegue melhor a credibilidade junto aos órgão federais
Cidade consegue melhor a credibilidade junto aos órgão federais - Franz Mendes

Assim como fez em relação à Capag (Capacidade de Pagamento), onde em menos de quatro meses conseguiu subir para o conceito A, depois de amargar mais de três anos na letra C, Dourados contabiliza mais um resultado positivo. A boa notícia é que o município conseguiu zerar a lista do Cauc (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias), também do Tesou Nacional.

Segundo informações do secretário de Fazenda, Everson Cordeiro, a Prefeitura de Dourados zerou pendências no CAUC, cadastro que estabelece os critérios de boa gestão e facilita o acesso a verbas federais. Para conseguir encerrar as pendências a gestão precisou acessar o sistema, identificar quais eram as necessidades e realizar o levantamento para encaminhar para o órgão.

“O CAUC é uma lista de várias obrigações que todos os órgãos municipais têm que cumprir para receber recursos voluntários da União, esses recursos vão além daqueles já encaminhados para o município, mas que só são realizados para aqueles municípios que estão com suas obrigações em dia”, explica o secretário de Fazenda.

Ainda segundo Cordeiro, “com o sinal verde para receber esses repasses, a prefeitura consegue desenvolver novos projetos como, por exemplo, a restauração de parques e praças que são pedidos antigos da população”, revela o secretário.

Entre as pendências da Cauc, que é vinculada ao ministério da Economia e à Secretaria do Tesouro Nacional, herdadas da gestão anterior e que foram regularizadas pelo pela administração do prefeito Alan Guedes (PP), estão contratos com a Caixa Econômica Federal.

Jornal Midiamax