Cotidiano / Economia

Com unidade em MS, Aurora recebe autorização e volta a exportar carne suína à China

A China anunciou que a planta da Aurora Alimentos em Chapecó (SC) foi reabilitada a exportar carne suína ao país. A notícia foi publicada no site do governo local e confirmada pela empresa. A suspensão tinha sido anunciada no início deste mês. A empresa também possui unidade em Mato Grosso do Sul, em São Gabriel […]

Carolina Rocha Publicado em 20/01/2021, às 18h00 - Atualizado às 18h04

Foto: Arquivo Midiamax.
Foto: Arquivo Midiamax. - Foto: Arquivo Midiamax.

A China anunciou que a planta da Aurora Alimentos em Chapecó (SC) foi reabilitada a exportar carne suína ao país. A notícia foi publicada no site do governo local e confirmada pela empresa. A suspensão tinha sido anunciada no início deste mês. A empresa também possui unidade em Mato Grosso do Sul, em São Gabriel do Oeste, distante 133 quilômetros de Campo Grande.

Na ocasião, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse que estava atuando junto à cooperativa e ao Ministério da Agricultura para garantir esclarecimentos adicionais aos chineses referentes às práticas de segurança e aos “rígidos protocolos setoriais” durante a pandemia da covid-19″.

Também nesta quarta-feira, a China autorizou a retomada dos embarques para o país de duas unidades da JBS: uma de suínos, em Três Passos; e outra de frangos, em Passo Fundo, ambas no Rio Grande do Sul.

No começo de agosto de 2020, o governo de Hong Kong retomou as importações de frango da unidade de Xaxim, em Santa Catarina. A medida ocorreu depois dos resultados de testes realizados em amostras de carne de frango importadas do Brasil terem dado negativo para presença de coronavírus.

Coronavírus na carne

As suspensões das compras de carne da empresa ocorreram após o município de Shenzhen, no sul da China, ter afirmado que a asa de frango congelada, pertencente a empresa aurora, estava contaminada com traços de coronavírus. Após esta afirmação, o Centro de Segurança Alimentar de Hong Kong afirmou que a medida foi tomada como forma de prevenção enquanto as investigações estivessem em curso.

Ainda em agosto, as autoridades de Hong Kong voltaram a comentar sobre o assunto, afirmando que haviam coletado 40 amostras de carne de frango importadas do Brasil e todas deram negativo para teste da Covid-19. No entanto, a Aurora Alimentos suspendeu de forma voluntária as exportações de carne de frango da unidade de Xaxim à China.

Jornal Midiamax