Cotidiano / Economia

Black Friday vai injetar R$ 259 milhões no comércio de MS, aponta pesquisa

A maioria dos consumidores pretende comprar móveis e eletrodomésticos

Mariane Chianezi Publicado em 23/11/2021, às 13h23

None
Marcos Ermínio, Midiamax/de arquivo

A Black Friday deve movimentar cerca de R$ 259 milhões na economia de Mato Grosso do Sul. A pesquisa é da Fecomércio através do IPF-MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio) e do Sebrae MS, que mostra ainda que o ticket médio deve ser de R$ 850.

De acordo com a pesquisa, apenas 20,50% dos entrevistados pretendem efetuar alguma compra durante o período. “A data já é aguardada pelos consumidores e também pelos lojistas: os primeiros, fazem pesquisas de preço e reservam dinheiro para comprar algum bem de seu interesse; os segundos, vêm a possibilidade de melhorar o fluxo de caixa, renovar os estoques e se preparar para a época do fim de ano”, diz o presidente do Sistema Comércio MS, Edison Araújo.

Móveis e eletroeletrônicos estão entre os itens que serão mais procurados, segundo 33,7% das pessoas entrevistadas. Roupas, calçados e acessórios (29,1%), tablets/celulares (15,2%) vêm na sequência.

“Observamos que 58,9% não irão aproveitar essa data para adquirir os presentes de Natal. Então, é uma oportunidade para o empresário renovar o estoque e fidelizar novos clientes mostrando seus produtos para fazê-los voltar no próximo mês”, sugere a economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira.

Outro dado importante para os lojistas é a pretensão dos entrevistados em comprar em loja física, 81,6%, destaca a analista técnica do Sebrae MS, Vanessa Schmidt. “Esse percentual nos mostra a importância de manter o padrão de biossegurança que os empresários do Estado têm ofertado aos clientes, seguindo as regras estabelecidas. Isso gera confiança”, diz.

“É o momento efetivo de estabelecer conexão com esses clientes. Então, divulgar seus produtos pelos meios digitais, fazer um mailing para uma divulgação posterior ou mesmo em outras datas sazonais ou promoções específicas é importante, pois é uma forma de tentar fidelizar, torná-la cativa.”

A pesquisa foi realizada entre os dias 22 de outubro a 18 de novembro com 1.508 questionários válidos.

Jornal Midiamax