Cotidiano / Economia

Presentes marcantes podem contribuir para diminuir a sensação de distância

Presenteando o próximo ou você mesmo, dezembro sempre é um mês marcado pelas compras. É uma forma de concluir o ano e celebrar a vida.

Produção Publicado em 18/12/2020, às 17h42

Foto Pixabay
Foto Pixabay - Foto Pixabay

Com a pandemia da Covid-19, festejar o Natal vai ser um pouco diferente em 2020. Isso porque as reuniões de família devem ser evitadas, dando lugar a videochamadas e ligações. No entanto, o carinho e afeto que fazem o clima de final ano ser mágico vão estar presentes. Aliás, com os presentes da Aubra Joias, o espírito natalino é garantido.

Presenteando o próximo ou você mesmo, dezembro sempre é um mês marcado pelas compras. É uma forma de concluir o ano e celebrar todas as conquistas. De acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, nas 27 capitais brasileiras, 46% dos consumidores devem se autopresentear na data. Nesse caso, as joias sempre fazem sucesso.

Apulseira de ouro feminina, por exemplo, é o tipo de lembrança desejada por todos. Seja para deixar alguém ainda mais charmoso, seja para incrementar o próprio visual, investir em elementos memoráveis é sempre o melhor caminho. Afinal, em meio a uma pandemia, essa é uma forma de se fazer presente, mesmo com o isolamento social.

Nesse contexto, a expectativa é de que 72 milhões de pessoas se presenteiem neste fim de ano. O resultado não poderia ser mais positivo para a economia brasileira. Afinal, 2020 foi um ano desafiador para lojistas de todo o país.

De acordo com a pesquisa, essas compras prometem injetar, aproximadamente, R$ 25 bilhões na economia.

Para quem se prepara para embarcar nessa onda, aí vai uma dica: escolha lojas confiáveis e com tradição no mercado.

Jornal Midiamax