Cotidiano / Economia

Páscoa se aproxima e quarentena faz estratégia de vendas dos caseiros ser 100% online

06Com a pandemia do novo coronavírus impondo quarentena em Campo Grande, muitas lojas têm ficado fechadas para evitar possíveis aglomerações, principalmente na época da Páscoa – comemorada neste ano no dia 12 de abril, onde a procura por doces e chocolates aumentam. E aproveitando a chance, muitas pessoas que fazem ovos caseiros escolheram as redes […]

Vinícius Costa Publicado em 06/04/2020, às 08h10

Um dos produzidos por Georgia. (Foto: Reprodução/Instagram)
Um dos produzidos por Georgia. (Foto: Reprodução/Instagram) - Um dos produzidos por Georgia. (Foto: Reprodução/Instagram)

06Com a pandemia do novo coronavírus impondo quarentena em Campo Grande, muitas lojas têm ficado fechadas para evitar possíveis aglomerações, principalmente na época da Páscoa – comemorada neste ano no dia 12 de abril, onde a procura por doces e chocolates aumentam. E aproveitando a chance, muitas pessoas que fazem ovos caseiros escolheram as redes sociais para lucrarem.

Tanto Francieli Alves Pereira Azevedo, de 27 anos e Georgia Pieczykolan Barros Borges de Oliveira, de 26 anos trabalham no ramo da confeitaria e preparam ovos caseiros para que eles sejam divulgados em suas redes sociais, preferencialmente no Instagram.

Para atrair novos clientes, Francieli adotou a estratégia que foi usada no ano passado, de utilizar as redes sociais com o intuito de realizar sorteios para que a página expandisse e também, fizesse com que ela ganhasse novos clientes nas entregas.

A profissional conta que no ano passado, em determinado período antes da Páscoa, as produções dos ovos caseiros estavam muito altas, mas como o país vive uma pandemia de uma doença, isso prejudicou as produções que poderiam ser iguais ao do ano passado. “A produção reduziu muito em relação ao ano passado, no geral as pessoas deixam para fazer suas encomendas de última hora. Já neste ano, as encomendas reduziram bastante”, disse.

Por outro lado, Georgia acredita que mesmo com a pandemia, a produção seja favorável mais próximo a data da páscoa, já a situação econômica do país tem sido a grande preocupação para as famílias.

Páscoa se aproxima e quarentena faz estratégia de vendas dos caseiros ser 100% online
Beijinho com nutella tem sido um dos pedidos mais frequentes para Francieli. (Foto: Reprodução/Instagram)

“A maior produção é na semana da páscoa, então ainda é cedo para falar. A maioria das pessoas encomendam mais próximo da páscoa e penso que como é um gasto supérfluo e as pessoas estão com medo da situação econômica, estão segurando um pouco mais. Estão gastando de forma mais consciente e não por impulso”, explica.

Pensando nisso, Pieczykolan se adiantou ao decreto que fechou as lojas para que evitasse aglomerações e preparou um estoque de ovos para as pessoas que aderissem as encomendas. Para ela, isso facilitou evitando contato e protegendo tanto ela, como seus clientes. A medida das entregas também tem sido adotada, já que alguns clientes se sentiram “seguros”.

Lucros, queda e os mais escolhidos

Com a possibilidade de extensão da quarentena, Georgia acredita que tenha lucros menores do que o esperado. “Está indo relativamente bem. Meu estoque está quase acabando, e as vendas de ovos são limitadas”. O  mesmo pensamento é seguido por Francieli, que “crê em lucro, mas não tanto quanto esperava que fosse”.

A preferencia nas encomendas é para os pedidos por ovos caseiros de ninho com nutella e isso tem sido para as duas profissionais. No ano passado, Pieczykolan vendeu bastante ovos com recheios de cookie e agora, Alves Pereira tem tido alguns pedidos por beijinho com nutella.

As duas trabalham com preços diferenciados. Enquanto Francieli adota preços que variam de R$ 44 a R$ 65, Georgia possui uma lista que contempla ovos de R$ 24 sendo o mais barato até o mais caro de R$ 79, com vários tamanhos.

As redes sociais tem sido um grande escape para quem produz e tenta ganhar o espaço sem ter que ir para as lojas físicas e espaços para amostras. Em sua página no Instagram (@gglacedelicatesse), Georgia é bem atuante e possui mais de mil publicações, entre elas, alguns sorteios que foram realizados.

Com menos publicações, mas diretas em suas postagens no seu perfil (@meuovogourmet_cg), Francieli detalha o funcionamento do seu comércio logo na bio e uma de suas publicações é o sorteio que será realizado no dia 12 de abril. Caso tenha interesse, acesse e vai que a sorte não esteja ao seu lado de ganhar um ovo caseiro.

Jornal Midiamax