Cotidiano / Economia

Na contramão do país, MS tem 2ª maior alta do setor de serviços entre estados

Enquanto 23 das 27 unidades da federação apresentaram queda no volume de serviços no mês de outubro, Mato Grosso do Sul registrou alta de 7,6%, a 2ª maior do país, atrás apenas de Roraima, que fechou em 8,5%. Os dados constam em pesquisa divulgada nesta sexta-feira (11) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) […]

Gabriel Maymone Publicado em 11/12/2020, às 11h05

(Foto: Freepik)
(Foto: Freepik) - (Foto: Freepik)

Enquanto 23 das 27 unidades da federação apresentaram queda no volume de serviços no mês de outubro, Mato Grosso do Sul registrou alta de 7,6%, a 2ª maior do país, atrás apenas de Roraima, que fechou em 8,5%. Os dados constam em pesquisa divulgada nesta sexta-feira (11) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e são comparados com o mesmo período do ano passado.

Conforme a pesquisa, outubro de 2020 teve alta de 4,7% em relação a setembro. Apesar do número expressivo, a alta ainda não foi suficiente para repor as perdas registradas em meio à pandemia do novo coronavírus, que afetou fortemente o setor, com medidas de restrições no estado e país. No acumulado do ano, MS soma queda de 2,3% no volume de serviços. Ainda assim, é o quinto melhor desempenho entre os estados.

O setor é o principal da economia do estado, representando 36,8% da mão-de-obra empregada em MS. Em setembro, segundo o IBGE, o estado teve alta de 8,2% do setor frente ao resultado mais modesto, de 0,7%, em agosto.

Na contramão do país, MS tem 2ª maior alta do setor de serviços entre estados

Brasil

O IBGE mostra que o volume de serviços no Brasil avançou 1,7% frente a setembro. Foi a quinta taxa positiva seguida, acumulando alta de 15,8% no período. Esse resultado sucedeu uma sequência de quatro taxas negativas, entre fevereiro e maio, com perda acumulada de 19,8%.

Jornal Midiamax