Cotidiano / Economia

Já sabe quanto vai gastar? Confira quais despesas de início do ano você deve esperar

A virada do ano é para muitos um momento de renovação e novos planos, mas também pode ser de surpresas desagradáveis para quem não se planejou financeiramente. Logo nos primeiros meses do novo ano, os sul-mato-grossenses se deparam com gastos inevitáveis do período, especialmente com impostos. Nesse caso, um planejamento bem organizado se torna essencial, […]

Mariane Chianezi Publicado em 23/12/2020, às 08h00

Boleto do IPVA 2021. (Foto: Do leitor/Midiamax)
Boleto do IPVA 2021. (Foto: Do leitor/Midiamax) - Boleto do IPVA 2021. (Foto: Do leitor/Midiamax)

A virada do ano é para muitos um momento de renovação e novos planos, mas também pode ser de surpresas desagradáveis para quem não se planejou financeiramente. Logo nos primeiros meses do novo ano, os sul-mato-grossenses se deparam com gastos inevitáveis do período, especialmente com impostos.

Nesse caso, um planejamento bem organizado se torna essencial, pois entre janeiro e março, as contas que precisam ser pagas chegam. Confira quais são os principais gastos de início de ano:

IPVA

O IPVA é o imposto sobre a propriedade de veículos automotores. Essa taxa pode ser paga de uma vez, com desconto, ou em três vezes, nos meses de janeiro, fevereiro e março. De acordo com a Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), serão distribuídos 1.121.364 de boletos em todo o estado e o governo pretende arrecadar R$ 890.211.432,58.

O valor estimado é superior ao arrecado nos últimos dois anos, onde foram R$ 660.019.233,00 em 2019 e R$ 724.335.438,89 em 2020. Confira em reportagem do Midiamaxcomo é realizado o calculo e pagar verificar débitos, acesse aqui.

Onde pagar

Os pagamentos do IPVA podem ser realizados diretamente nos bancos credenciados que recolhem Tributos do Estado de MS, em qualquer Unidade da Federação.

  • Banco Do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco (Conta Fácil), Banco Cooperativo Sicredi, Banco Bradesco, Banco Safra, Banco Santander S.A. E Brb – Banco De Brasília S.A.
  • Postos de arrecadação do Detran-MS, nas agências dos Correios, pela Internet através dos bancos conveniados, Nas Agências AGENFAS (Agências Fazendárias) de todo o Estado, que possuem caixa bancário.
  • Nos Fácil de Campo Grande (Aero Rancho, Guaicurus, Cel. Antonino e Shopping Bosque dos Ipês), no horário das 08h às 16h.
  • Nos caixas eletrônicos através do código de barras.
  • Nas casas lotéricas para valores de até R$ 1.000,00, até às 18h.

IPTU

O IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) poderá ser pago até 10 de janeiro de 2021, primeiro prazo de vencimento. A Prefeitura de Campo Grande prevê recolher R$ 210 milhões. Os contribuintes que conseguirem pagar até 10 do próximo mês receberão 20% de abatimento, na condição antecipada de quitação do boleto.

Decreto nº 14.544, divulgado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) em 2 de dezembro, estabelece os descontos que as pessoas terão, de acordo com a forma de pagamento. Depois de 10 de janeiro, quem pagar o imposto de uma vez até 10 de fevereiro, terá 10% de abatimento. Também há opção para quem decidir parcelar em até 10 vezes – o número de parcelas será definido de acordo com o valor total do tributo. Confira como consultar os débitos aqui.

Segundo o decreto, há opção com desconto para quem optou pelo parcelamento, mas quer quitar parcelas vicendas (prestes a vencer). Neste caso, porém, só vale se não houver dívidas anteriores, mesmo que de outra natureza, com a Prefeitura de Campo Grande.

Caso discorde do valor lançado a título de IPTU, a pessoa pode solicitar revisão, com requerimento protocolizado até 10 de março de 2021. No entanto, se o pedido for julgado improcedente pela Prefeitura de Campo Grande, o contribuinte perderá os descontos e ainda terá de pagar o imposto com juros de mora.

Matrícula escolar

Quem tem filhos estudando na rede particular de ensino sabe que no começo do ano é a hora de acertar as matrículas, como também dos cursos de idiomas e outras atividades extracurriculares. Normalmente, os descontos acontecem para quem faz o pagamento antecipado. Informe-se na secretaria da instituição onde seu filho estuda.

Material escolar

Outra ‘bomba’ no orçamento das famílias no início de ano, a compra do material escolar também faz parte desta lista. Para economizar, a dica é pesquisar preços em diversas papelarias e eventualmente se unir a outros pais para comprar itens no atacado e conseguir maiores descontos.

De acordo com pesquisa do Procon-MS no ano passado, foi analisado que os materiais escolares poderiam sofrer variações de 4,09% a 1.020%. Na ocasião, o órgão estadual havia pesquisado preços em 12 estabelecimentos de Campo Grande.

Jornal Midiamax