Cotidiano / Economia

FGTS: Confira quem tem direito e quando será liberado o saque emergencial de R$ 1.045

O saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) começa a ser liberado em junho e trabalhadores podem sacar até R$ 1.045 durante a pandemia. O recurso deve ‘aliviar’ o impacto financeiro para quem já passa dificuldades devido à crise causada pelo coronavírus.  Mas, afinal, quem pode receber? O dinheiro será liberado […]

Mylena Rocha Publicado em 26/05/2020, às 11h04

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil. - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

O saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) começa a ser liberado em junho e trabalhadores podem sacar até R$ 1.045 durante a pandemia. O recurso deve ‘aliviar’ o impacto financeiro para quem já passa dificuldades devido à crise causada pelo coronavírus. 

Mas, afinal, quem pode receber? O dinheiro será liberado a partir do dia 15 de junho e tem direito ao saque emergencial todo trabalhador que tem um saldo até este valor na conta ativa ou inativa. O patrimônio do fundo PIS/Pasep será incorporado ao FGTS a partir do dia 31 de maio. O dinheiro será transferido ao FGTS e o trabalhador tem direito a apenas um saque, independente do número de contas. 

A dinâmica de pagamentos deve ser como geralmente é liberado o FGTS, ou seja, saques serão liberados de acordo com o mês de nascimento do trabalhador. Todos que possuem contas no FGTS podem ser beneficiados.

Ninguém é obrigado a sacar e caso o dinheiro não seja retirado, deve continuar no fundo de garantia. Caso o trabalhador tenha uma conta na Caixa e o dinheiro caia automaticamente, o trabalhador que não quiser o valor pode pedir para que o dinheiro volte para o FGTS.

O cronograma e a forma de saque ainda vai ser definido pela Caixa Econômica Federal. Confira como conferir seu saldo no FGTS:

  1. Acesse o site da Caixa
  2. Informe o número do seu NIS ou CPF e clique em “cadastrar senha”.
  3. Leia o regulamento e clique em “aceito”.
  4. Preencha todos os campos com os seus dados pessoais.
  5. Crie uma senha com até 8 dígitos, com letras e números, e confirme. Você será direcionado para a tela de login novamente.
  6. Preencha os campos com NIS ou CPF, insira a senha cadastrada e o botão Acessar.
Jornal Midiamax