Cotidiano / Economia

Associação comercial abre inscrições para empresas em campanha de negociação de dívidas

A ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) iniciou os preparativos da campanha Nome Limpo e empresas de diversos segmentos já podem participar para atender seus clientes. A adesão das empresas é gratuita e pode ser feita até o dia 1° de novembro. A gerente de negócios da ACICG, Letícia Ribeiro, conta que a […]

Mylena Rocha Publicado em 22/10/2019, às 09h39

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil) - (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) iniciou os preparativos da campanha Nome Limpo e empresas de diversos segmentos já podem participar para atender seus clientes. A adesão das empresas é gratuita e pode ser feita até o dia 1° de novembro.

A gerente de negócios da ACICG, Letícia Ribeiro, conta que a campanha é bastante aguardada pelo comércio e esta é a última oportunidade do ano. Ela explica que a campanha Nome Limpo possibilita às empresas o recebimento e a regularização dos créditos perdidos, reativação dos clientes antigos e também contribui para o aquecimento do mercado nas compras de Natal.

“Esses fatores somados ao desejo das pessoas de regularizarem sua situação financeira, e à liberação do 13º salário gera excelentes resultados fazendo com o que o dinheiro volte a circular aqui na cidade”, explica.

As empresas interessadas em participar para oferecer aos seus clientes oportunidades diferenciadas de negociação de débitos devem procurar a Associação Comercial até o dia 1º de novembro. Os clientes inadimplentes das empresas participantes serão convidados via e-mail, telefone, SMS e também cartas enviadas via Correios para aproveitar a campanha e as empresas contarão com o apoio de um conciliador capacitado pelo TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) para realização das audiências de tentativas negociações dos débitos, entre outros benefícios. As vagas são limitadas e mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3312-5063 e 99660-5033.

Em 2018, mais de R$3 milhões foram negociados e voltaram a circular na economia do município. O montante superou o valor de recuperação esperado para todo o período, e representou a exclusão de quase 4 mil títulos do banco de dados do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Jornal Midiamax