Cotidiano / Economia

Sede da JBS é alvo de operação da PF que apura crimes financeiros

Ações da empresa caíram com operação

Joaquim Padilha Publicado em 09/06/2017, às 14h13

None

Ações da empresa caíram com operação

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (9) a operação Tendão de Aquiles, para apurar o suposto uso de informações privilegiadas pela empresa e por sua controladora, a FB Participações, no mercado financeiro entre abril e maio. 

Policiais estão na sede da JBS, em São Paulo, cumprindo três mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva. Outras empresas do grupo são alvos da operação.

Segundo a PF, o inquérito teria sido instaurado no dia 19 de abril, após a abertura de cinco processos administrativos contra a JBS por parte da CMV (Comissão de Valores Mobiliários).

As investigações apuram a venda de ações da JBS na Bolsa, por meio da FB Participações, no final de abril, ao mesmo tempo em que ocorria programa de recompra de ações da empresa, retomado em fevereiro deste ano.Sede da JBS é alvo de operação da PF que apura crimes financeiros

A PF acredita que as operações tiveram uso de informações privilegiadas, “gerando vantagens indevidas no mercado de capitais num contexto em que quase todos os investidores tiveram prejuízos financeiros”.

Os investigados poderão ser ser penalizados com prisão de um a cinco anos, e multa de até três vezes sobre o valor ilícito obtido nas operações. Com a Operação, as ações da companhia negociadas na Bolsa recuaram 4%.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax