Cotidiano / Economia

Maior negócio do ano: Bayer compra Monsanto por US$ 66 bilhões

Empresas somam 30% da produção agrícola mundial

Norberto Liberator Publicado em 14/09/2016, às 13h22

None
agrotoxico.jpg

Empresas somam 30% da produção agrícola mundial

A empresa farmacêutica e química Bayer anunciou nesta quarta-feira (14) a aquisição da companhia de agricultura e biotecnologia Monsanto, conhecida pela produção de agrotóxicos e herbicidas, por US$ 66 bilhões.

De acordo com o jornal norte-americano Financial Times, a compra é a maior do ano e vem depois de um longo período de negociações.

O português Jornal de Negócios afirma que juntas, as empresas somam 30% de toda a produção agrícola mundial, o que pode gerar receio sobre a aquisição ser autorizada.

A primeira oferta da Bayer, segundo a revista brasileira Exame, foi feita em maio e era de US$ 122 por ação da Monsanto; o valor foi aumentado em 44% e, na proporção em que foi fechado, fica a US$ 128 por ação.

Em 2015, as duas somaram US$ 23 bilhões em receita. Elas investem, juntas, cerca de 2,5 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento anualmente. O Wall Street Journal afirma que a aquisição foi questionada por muitos investidores da Bayer, que não consideram o negócio vantajoso.

O CEO da Bayer, Werner Baumann, afirmou estar satisfeito. “Estamos felizes em anunciar a combinação de duas grandes organizações. Essa operação representa um passo importante para o nosso negócio de Ciência do Cultivo e reforça a posição de liderança da Bayer como companhia líder em inovação em Ciência da Vida”, declara o empresário.

Jornal Midiamax