Cotidiano / Economia

Crise: filhos devem economizar com presente do Dia das Mães neste ano

A média de investimento estimado é de R$ 129,46

Clayton Neves Publicado em 25/04/2016, às 18h03

None
_mg_3511.jpg

A média de investimento estimado é de R$ 129,46

Neste ano o consumidor sul-mato-grossense deve ter gasto mais retraído quando for comprar o presente no Dia das Mães, comemorado no dia 8 de maio. A média de investimento estimado é de R$ 129,46, inferior aos R$ 166 aplicados em 2015.

Pesquisa da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul) revela que a segunda data com maior movimentação no comércio deve movimentar R$ 159, 46 milhões na economia do Estado, índice 26% inferior ao ano passado. Para o levantamento foram ouvidas duas mil pessoas em 13 municípios entre os dia 8 e 18 de fevereiro.

De acordo com Edison Araújo, presidente do Instituto de Pesquisa Da Fecomércio, a retração é um reflexo do atual cenário econômico. Segundo ele, 33,1% das famílias entrevistadas afirmaram ter situação financeira pior do que em 2015. Por esse motivo, a tendência para este ano é uma quantidade menor de pessoas comprando presentes de menor valor.

Tendências

Na hora de escolher com o presente das mães, vestuário ainda lidera a lista, com 27% da preferência. Em seguida aparecem perfumes e cosméticos com 19% e calçados com 12,5%.

Na hora do pagamento, 67% dos entrevistados pretendem pagar em dinheiro. O parcelamento ficou na preferência de 14,6%, sendo que destes, 62,1% não querem fechar negócio com mais de três prestações.

A pesquisa também revelou que 53,7% da população deve confraternizar no dia das mães. O gasto médio com alimentação segundo o levantamento é de R$ 99,67 por comprador, estimando um movimento de R$ 67,4 milhões no segmento.

Em Campo Grande um forte impacto foi registrado se comparado 2016 com o ano passado. Desta vez são esperados apenas R$ 27,9 milhões em presentes contra R$ 40,7 milhões em 2015. De 83% despencou a 59,2% o índice dos que declaram que comprarão presentes. O valor médio cai de R$ 122 a R$ 117,97.

Segundo pesquisa a cidade que sentirá menor impacto no comércio nesse período será Nova Andradina onde o volume de vendas deve ser igual ao do ano passado a perda seria só da inflação no período que gira em torno de 10%.

Já cidade que sentirá o maior impacto nas vendas de dia das mães será Naviraí, com vendas estimadas 48% menores que o período no ano passado.

Jornal Midiamax