Cotidiano / Economia

Chuva demais provoca queda na produtividade agrícola em MS

Conab aponta uma produção de 17,03 milhões de toneladas

Midiamax Publicado em 10/03/2016, às 19h16

None
graos.jpg

Conab aponta uma produção de 17,03 milhões de toneladas

Os estragos causados pela chuva nos últimos meses em Mato Grosso do Sul prejudicaram a safra de grãos 2015/16. Levantamentos de safra publicados nesta quinta-feira (10) pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicam uma produtividade menor para 2016.

De acordo com o 6º levantamento da Conab, a produtividade tem previsão de passar de 4.150 quilos por hectare para 4.093 kg/hectare. Na safra 2015/16 devem ser produzidas 17,03 milhões de toneladas de grãos, um aumento de apenas 1,5% em relação à safra anterior, de 16,78 milhões de toneladas. 

O verão foi chuvoso no Estado, o que prejudicou a safra deste ano. A soja ainda está sendo colhida e, com isso, foi registrado atraso no plantio do milho.

Milho e Soja

A previsão da Conab é que sejam produzidas 9,28 milhões de toneladas de milho na safra 2015/16, uma elevação de 2,8%.  A área plantada caiu 0,3%, passando de 1,635 milhão de hectares para 1,631 milhão/ha.

O relatório aponta que o plantio do milho atinge cerca de 60% da área total, problema ocasionado devido o atraso da colheita de soja. O plantio do grão ainda se encontra dentro do período recomendado pelo zoneamento, que vai até 20 de março. O risco desta safra 2015/16 é que o período de estiagem se intensifique quando a lavoura ainda estiver necessitando de umidade para se desenvolver.

Para a safra atual, a previsão é de uma produtividade de 5.534 quilos por hectare, 2,5% a menos que a anterior, de 5.676 kg/hectare.

Ainda segundo o levantamento de safra, a posição consolidada da área brasileira de milho, reunindo, a primeira e segunda safra, deverá atingir na temporada atual 15.466,6 mil hectares, representando uma redução de 1,4% em relação ao observado no ano passado.

Para a soja, a estimativa na safra 2015/16 em Mato Grosso do Sul é de uma produção de 7,73 milhões de toneladas em uma área de 2,43 milhões de hectares. A expectativa de produtividade observada foi de 3.180 kg/ha, elevação de 1,8% em relação ao levantamento anterior. Não há alteração da área cultivada.

No Estado, a cultura encontra-se nas fases de maturação e colheita e está mais avançada nas regiões centro e extremo sul, em torno de 75%. Nas regiões centro-norte do estado, onde o atraso é mais acentuado, com 42,2% e 32%, respectivamente, em decorrência da falta de umidade na época da semeadura e também pelo excesso de chuvas coincidindo com a colheita. Até o momento foram colhidos aproximadamente 53% do total da área cultivada no estado.

IBGE

O levantamento sistemático da safra 2015/2016 de grãos em MS aponta uma produção de 16,21 milhões de toneladas, uma queda de 6,4% em relação a anterior, de 17,32 milhões de toneladas.

Para o milho, espera-se que possam ser colhidos 8,45 milhões de toneladas na safra 2016, anteriormente 9,73 milhões/t, queda de 13,1%. A área registra uma diminuição, assim como o rendimento médio. A área passa de 1,68 milhão de hectares para 1,672 milhão de hectares, e o rendimento médio de 5.785 kg por hectare para 5.055 kg por hectare, recuo de 12,6%.

Na safra 2015/16 devem ser produzidas 7,497 milhões de toneladas de soja, uma alta de 7,5% em relação a safra anterior, de 7,305 milhões/t. O plantio aumentou 4,2%, de 2,35 milhões de hectares para 2,45 milhões/ha. No entanto, a qualidade do grão não está muito boa, já que o rendimento médio tem previsão de passar de 3,108 kg/hectare para 3,060 kg por hectare.

A produção de cana-de-açúcar não teve grandes alterações no período, ficando em 51,22 mil toneladas. Já o feijão caiu de 27,06 mil toneladas na safra 2014/15 para 25,3 milhões de toneladas na safra 2015/16, uma queda de 6,5%. 

Jornal Midiamax