Cotidiano / Economia

Quase nenhum produto de Páscoa fora do padrão diz o Inmetro

Os consumidores podem também apresentar denúncias por meio da Ouvidoria do órgão

Midiamax Publicado em 02/04/2015, às 22h30

None
inmetro_pascoa.jpg

Os consumidores podem também apresentar denúncias por meio da Ouvidoria do órgão

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) libera o balanço da Operação Páscoa e os números revelam que a indústria se aperfeiçoou no que diz respeito a segurança do consumidor. Durante a ação somente 0,3% dos produtos vistoriados estavam fora do padrão.

Entre os dias 16 e 20 de março, agentes fiscalizadores dos Institutos de Pesos e Medidas Estaduais (órgãos delegados do Inmetro), realizaram 733 ações de inspeção, em todo o território nacional, que resultaram na fiscalização de 125mil 251 produtos e, deste total, apenas 381 estavam irregulares. 

Durante a Operação Páscoa foram fiscalizados pontos de venda, de todo o Brasil, que comercializavam ovos de chocolate que continham brindes. No período foram inspecionadas as características construtivas (partes cortantes e pontas perfurantes), o nível de inflamabilidade, o índice de toxicidade do material e das tintas usadas na fabricação dos brinquedos.

De acordo com o diretor de Avaliação da Conformidade, Alfredo Lobo, é preciso verificar se a embalagem do produto, que contém o brinquedo ofertado, apresenta os seguintes dizeres: “ATENÇÃO: Contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade”.

Os consumidores podem apresentar denúncias por meio da Ouvidoria do Inmetro pelo telefone 0800-285-1818 ou pelo e-mail [email protected]

Cuidados que o consumidor deverá ter antes de adquirir o produto:

  • Veja se a embalagem contém uma frase que contemple, conforme for o caso, a restrição de faixa etária do brinquedo ou uma frase que explicite que o brinquedo não apresenta restrição de faixa etária;
  • Comprar ovos de chocolates apenas em pontos de venda legalmente estabelecidos;
  • Seja especialmente cuidadoso ao escolher brinquedos para menores de três anos e nunca dê um brinquedo com restrição de faixa etária a uma criança até essa idade. Além disso, antes de oferecer o brinquedo, verifique suas condições e, em caso de dúvida, não permita que a criança utilize o produto;
  • Tenha cuidado com as embalagens, pois podem ser tão perigosas quanto um produto inadequado;
  • Tiras, barbantes, grampos, sacos plásticos, cordões ou arames, normalmente usados em embalagens, podem causar danos físicos em crianças pequenas;
  • Brinquedos com correntes, tiras e cordas com mais de 15 cm devem ser evitados para reduzir o risco de estrangulamento;
Jornal Midiamax