Cotidiano / Economia

Programa de apoio à criação de gado para o abate precoce será reestruturado em MS

Objetivo é propor melhorias no programa de incentivo fiscal ao novilho precoce

Midiamax Publicado em 06/11/2015, às 21h21

None
novilho-precoce.jpg

Objetivo é propor melhorias no programa de incentivo fiscal ao novilho precoce

O Governo de Mato Grosso do Sul vai criar um grupo de trabalho para reestruturar o programa de incentivo fiscal ao novilho precoce, segundo decisão publicada nesta sexta-feira (06) no Diário Oficial do Estado.

O grupo, que deverá ser feito em até 30 dias, será composto pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Sepaf (Secretária de Estado de Produção e Agricultura Familiar), Sefaz (Secretária de Estado de Fazenda), Embrapa Gado de Corte, Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Novilho Precoce, entre outras instituições.

Para o presidente da Famasul, Maurício Saito, a decisão traz otimismo ao setor. "A constituição do grupo de trabalho para aprimoramento do programa e correção de eventuais problemas detectados é de fundamental importância para o desenvolvimento da pecuária sul-mato-grossense, principalmente, no atual momento de busca constante da melhoria da qualidade deste segmento. Enaltecemos a abertura do Governo Estadual para a participação de instituições do setor produtivo para adequação deste importante programa", explica.

Maurício entende que o programa cumpri seus objetivos, com resultados diretos aos produtores, à indústria frigorífica, ao Governo de Estado e aos consumidores. Ele acredita que aumenta a produtividade e proporciona uma carne de qualidade.

Jornal Midiamax