Cotidiano / Economia

Lojistas dizem que crise é psicológica e esperam vender 5% mais no Dia das Mães

De acordo com a CDL, a crise é psicológica e não real

Midiamax Publicado em 27/04/2015, às 18h11

None
img-20150427-wa0053.jpg

De acordo com a CDL, a crise é psicológica e não real

Mesmo depois que as vendas, no mês de abril, registraram queda de 5% em relação ao mesmo período de 2014, os lojistas campo-grandenses estão otimistas com a chegada de maio, mês do Dia das Mães. A maioria dos empresários com os quais o Jornal Midiamax conversou afirmou que a crise não existe de fato como está sendo imposta pelos governantes, ou seja, segundo eles, os consumidores estão sendo induzidos a não gastar.

Desta forma, de acordo com o vice-presidente da CDL (Câmara dos dirigentes Lojistas), Ricardo Kuninari, a crise que está sendo divulgada amplamente na imprensa é psicológica. “Muita gente está com medo de tudo que estão falando e acaba deixando de comprar. Temos a sensação de que não passa de especulação. Por isso, esperamos vender 5% a mais em relação ao Dia das Mães do ano passado”, revela.

Kuninari lembra que esta data é considerada a segunda maior em vendas, perdendo, apenas, para o Natal. “O mês de abril não foi nada bom, ou seja, a Páscoa ficou aquém de nossas expectativas, mas nem por isso perdemos a confiança. Os lojistas estão esperando que a partir desta semana as vendas já comecem a melhorar”, destaca.

De acordo com a CDL, já foram feitas pesquisas que indicam que os itens mais vendidos nesta época são: vestuário, perfumaria, cosméticos, flores, calçados, bolsas e acessórios e bijuterias.

Neste sentido, o gerente de uma loja de roupas no Centro de Campo Grande, Leopoldo Daminelli, reforça que a crise não é tão forte como estão divulgando e ressalta que espera vender, pelo menos, 15% a mais do que em 2014.

“Sempre estamos otimistas, essa data sempre foi muito boa para o comércio, todavia, ao mesmo tempo estamos um pouco apreensivos. Aqui na minha loja eram cinco vendedores efetivos e contratamos mais quatro, ou seja, não teremos free-lancers desta vez”, diz.

Por outro lado, o dono de uma loja de acessórios, Alex dos Santos, afirma não estar tão otimista assim. “Eu vou me programar de acordo com as vendas do ano passado, não vou estocar muita mercadoria, pois não sei como serão as vendas”, conta.

Promoções

Os principais shoppings da Capital já iniciam as promoções a fim de atrair clientes para o Dia das Mães. No Shopping Norte Sul Plaza, por exemplo, haverá sorteio de 18 pacotes que permitem malhar gratuitamente por 6 meses em uma academia. Além disso, o centro comercial vai sortear um Toyota Etios. Para concorrer, basta trocar as notas fiscais acima de R$ 100.

Já o Shopping Campo Grande oferece a promoção ‘Dias das Mães Gourmet’, que consiste em trocar as notas das compras em ingressos para workshops e palestras, cujos temas são a gastronomia. O evento terá, ainda, uma aula show com o famoso chef Olivier Anquier.

Quanto às promoções nas lojas do Centro, a CDL informou que cada uma fará, individualmente, sua própria promoção.

Jornal Midiamax