Cotidiano / Economia

Faems ajuda empresários de MS a superarem a crise com criatividade

Com gestão forte, Faems investe e amplia associações

Midiamax Publicado em 24/06/2015, às 17h30

None
print_1.jpg

Com gestão forte, Faems investe e amplia associações

Com a implantação de mais quatro associações comerciais nos municípios de Figueirão, Bandeirantes, Ladário e Paraíso das Águas, a Faems (Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso Do Sul) divulgou nesta quarta-feira (23) o balanço dos trabalhos de apoio aos empreendedores sul-mato-grossenses. Segundo o presidente da federação, Alfredo Zamlutti, o saldo é positivo.

“Conseguimos firmar convênios que possibilitou a 12 associações tornarem-se correspondente bancário, gerando mais receita para o associado, além disso, em conjunto com outras entidades temos o primeiro parque infantil adaptado do Centro-Oeste, e hoje nada se faz no Estado que não passe pela Faems, o que mostra a importância da federação”, explica Zamlutti.

Temas estratégicos

Ainda segundo Zamlutti mesmo com a crise pela qual passa a economia brasileira, o setor empresarial tem conseguido inventar novas formas para solucionar a crise. “Com novos investimentos no setor, o empresário vai conseguir superar a crise”, fala Zamlutti que ainda explica que para região de fronteira o ideal seria a criação de uma zona livre de comércio e não uma zona franca.

Temas relevantes para o desenvolvimento econômico do Estado contaram com a participação da FAEMS nesses primeiros meses de trabalho, tais como as reuniões sobre o Plano de Melhoramento da Hidrovia Tietê/Paraná e sobre a consolidação das Lojas Francas nas fronteiras do Mato Grosso do Sul com Paraguai e Bolívia.

As campanhas das ACE’s – Associações Comerciais e Empresariais de Natal, que impulsionam o comércio, ganharam apoio da Federação, através de parceria firmada com o Sebrae/MS – Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa, promovendo ações fortes e de resultados efetivos em Campo Grande, Fátima do Sul, Costa Rica, Jardim e Sidrolândia. Além disso, as ACE’s contaram com visitas para avaliação das principais demandas de cada unidade, em busca de melhorias.

Em uma ação inédita no País, a Federação firmou convênio com o Banco do Brasil, levando até as associações interessadas, postos bancários, transformando as entidades em correspondentes, gerando receita e oferecendo serviços especiais aos filiados. Em parceria com o Sebrae e a consultoria FAP, iniciou o processo de reestruturação das ACE’s, com capacitações e inserção de planejamento estratégico moderno, contemplando em uma primeira etapa 12 associações e com proposta para atender mais nove em breve.

Comprometida com a sociedade, a FAEMS apoiou a construção do primeiro parque infantil adaptado do MS, localizado o Parque das Nações Indígenas. O Espaço promove a integração de crianças com deficiência, em um espaço com brinquedos especiais.

A Federação também se envolveu em uma das questões mais emblemáticas da economia regional, quando a fábrica UFN III da Petrobras, em Três Lagoas rompeu contrato com fornecedores e encerrou suas atividades, gerando grande impacto negativo na economia do município e Estado. O trabalho efetivo da FAEMS obteve como resultado a intervenção do Ministério Público Estadual, o bloqueio de bens da empresa para quitação dos débitos junto aos empresários.

Além disso, a entidade firmou convênios, integrou importantes eventos do segmento a nível nacional e, junto aos governos do Estado e municípios, trabalhou pelo desenvolvimento do Estado. “Foram meses de intenso trabalho e hoje podemos apresentar resultados efetivos. O meio empresarial pode contar sempre com a dedicação da família FAEMS e ainda há muito a ser feito em prol dessa importante classe que gera empregos e movimenta a economia do nosso Estado”, pondera Alfredo Zamlutti Júnior. (Com informações da Assessoria)

Jornal Midiamax