Cotidiano / Economia

Cesta básica tem queda e campo-grandense pode economizar R$ 14,55

A queda atingiu 3,99%

Thatiana Melo Publicado em 07/07/2015, às 15h58

None
cesta-basica.jpg

A queda atingiu 3,99%

Depois de constantes altas nos preços da cesta básica no último trimestre, o campo-grandense agora vai economizar na compra do item que teve queda de 3,99%, uma economia de R$ 14,55 em relação a maio, quando a cesta tinha preços de R$ 364,35, já em junho a queda puxou os preços para R$ 349,80.

De acordo com a pesquisa divulgada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) o tomate sempre o vilão do aumento de preços da cesta básica, dessa vez, teve queda apresentando números de -24,87%, seguido pela banana com -12,75%, feijão -4,89%. Já os itens que tiveram aumento nos preços foram batata 11,11%, farinha de trigo 2,46%, pão francês 1,48%.

Dentre as capitais brasileiras, Campo grande ocupa o 9º lugar com queda na cesta básica, com variação no ano de 13,45%, fechando em R$ 349,80 para os treze itens pesquisados pelo Dieese. As capitais, Aracaju, Natal, João Pessoa, Recife, Salvador apresentaram valores entre R$ 275,42 e R$ 320,03.

Já os maiores índices apresentados para o item foram encontrados nas cidades de São Paulo, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro com variação entre R$ 392,77 e R$ 368,71.

Ainda segundo informações com a queda nos preços de itens que compõe a cesta básica, o campo-grandense teve menor comprometimento do salário na aquisição da cesta em relação a maio deste ano, quando a população teve que desembolsar 50,26% do salário, já em junho o valor comprometido do salário foi de 48,25%.

O custo familiar da cesta básica para uma família composta de dois adultos e duas crianças também teve queda em R$ 43,65, fixando valor em R$ 1.049,40, quando em maio deste ano chegou a custar R$ 1.093,05.

Jornal Midiamax