Cotidiano / Economia

Batata e pão francês puxam alta da cesta básica em Campo Grande

Cesta básica familiar apresentou alta de 0,49%

Midiamax Publicado em 05/08/2015, às 21h28

None
cesta_basica.jpg

Cesta básica familiar apresentou alta de 0,49%

A batata e o pão francês puxaram a alta da cesta básica deste mês em Campo Grande. Os dois alimentos foram os que apresentaram maior percentual de aumento de junho para julho. A variação da batata foi de 4,68% na cesta básica individual e de 4,70% da cesta básica familiar. Já o pão francês teve aumento de 4,34% na individual e 4,35% na familiar.

A alta da batata aconteceu por perdas na safra passada. Já o aumento do pão francês foi influenciado pelo aumento do dólar – o trigo vem principalmente do exterior, custo maior dos combustíveis e aumento da energia elétrica – muito utilizada nos fornos.

Cesta básica individual

A pesquisa da cesta básica individual registrou variação de 20,44% no período de 12 meses, 8,89% nos últimos seis meses e 13,20% no ano. Já nos últimos dois meses a alta foi de 0,79%, passando de R$ 351,20 em junho para R$ 353,99 em julho. Nela são pesquisados 15 produtos, sendo que destes, nove registraram alta: batata 4,68%; pão francês 4,34%; carne 2,95%; leite 2,59%; macarrão 2,29%; margarina 1,62%; alface 1,58%; arroz 1,01% e açúcar 0,74%.

Os alimentos que registraram queda de preço foram: laranja 8,22%; banana 6,09%; tomate 4,80%; sal 2,17%; óleo 1,67% e feijão 0,48%.  A queda da laranja ocorreu devido ao período de safra aumentando o volume de estoques no mercado interno; a fruta também foi o produto de menor variação nos últimos seis meses. O clima favorável atingiu ainda a produção de banana que também registrou queda acentuada de preço.

Confrontado o custo da cesta com a renda mensal, conclui-se que o trabalhador que recebeu um salário mínimo de R$ 788,00 comprometeu 44,92% do salário na aquisição da cesta alimentar e no mês anterior comprometeu a sua renda em 44,57%.

Para o levantamento foram pesquisados semanalmente os preços dos 15 produtos em 26 estabelecimentos varejistas de Campo Grande, distribuídos em seis regiões (Centro I, Centro II, Norte, Sul, Leste e Oeste) sendo: supermercados, açougue, hortifrútis e panificadora em cada região.

Cesta básica familiar

A cesta básica familiar – família de cinco pessoas – registrou alta de 0,49% entre os meses de junho e julho. Em julho, o custo foi de R$ 1.484,43, enquanto no mês anterior foi de R$ 1.477,19. A variação acumulada contabilizou registros positivos: nos últimos 12 meses 11,79%, nos últimos 06 meses 5,62% e no ano 8,59%.

Dentre os 44 produtos pesquisados, 26 apresentaram alta de preços, 17 tiveram queda e um manteve o preço inalterado. No grupo alimentação (32 produtos) a pesquisa apresentou uma variação positiva de 0,41% sendo os principais produtos: pão doce 5,53%; queijo 5,42%; batata 4,70%; pão francês 4,35%; alho 4,20%; cebola 4,17%; manteiga 3,83%; carne 2,95%; leite 2,59% e macarrão 2,29%. Os produtos em queda: laranja 8,22%; cenoura 7,25%; couve 6,20%; banana 6,10%; mamão 5,30%; tomate 4,78%; óleo 1,59%; sal 1,30%; frango 0,54% e abobrinha 0,53%.

Os dados citados acima foram divulgados pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e elaborados pela Coordenadoria de Estatística da Semad (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico).

Jornal Midiamax