O Governo Federal decidiu retomar a cobrança de PIS/Cofins sobre o óleo diesel e a incidência dos impostos será feita em três etapas. A primeira passa a valer nesta terça-feira (5), com aumento de R$ 0,10 no do litro. Até o começo de janeiro, outras duas cobranças serão feitas.

Representante do Sinpetro (Sindicato do Varejista de Derivados de e Lubrificantes MS), Edson Lazarotto explica a incidência do retorno dos impostos federais será dividido em três etapas. A primeira em 5 de setembro de R$ 0,10, a segunda em 1º de outubro com R$ 0,018 e a terceira em 1º de janeiro de 2024 com aumento de R$ 0,206.

“Sempre informando que não se trata de aumento de preços do combustível e sim um retorno de um imposto (Pis e Cofins) que estava zerado”, afirma o representante do Sinpetro.

Preço do diesel passou de R$ 7

Com preço do litro do óleo diesel passou de R$ 7 nas bombas no ano passado e só baixou para a casa dos R$ 5 em setembro de 2022, quando a Petrobras anunciou redução de R$ 0,30 no litro para as distribuidoras.

Pesquisa feita pelo Jornal Midiamax em postos de no dia 22 de agosto, mostrou que o diesel S-10 era comercializado entre R$ 5,88 a R$ 6,39. Já no dia 30 de agosto, o preço do combustível variava de R$ 5,99 a R$ 6,35.

Pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) aponta o preço do diesel em Campo Grande variando entre R$ 5,95 e R$ 6,29, entre os dias 27 de agosto e 2 de setembro.