Com a chegada do , comemorado neste domingo (14), diversas famílias aproveitam a data para saborear um bom churrasco, seja colocando a mãe na massa e preparando em casa ou indo para churrascarias de .

Assim, o Procon-MS (Secretaria Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor) realizou uma de em cortes de e churrascarias.

De acordo com o órgão, a maior diferença encontra foi no quilo da linguiça, com variação acima dos 100%. A menor variação, de 49,74%, foi encontrada na capa de contrafilé.

Ao todo, técnicos do órgão avaliaram cortes de frango, bovina, linguiça toscana, carvão vegetal, mandioca congelada e pão de alho.

As equipes pesquisaram os cortes em sete supermercados e cinco casas de carnes, com preços que vão de R$ 14,49 até R$ 99,98.

Confira os valores mais baixos e mais altos de cada item:

  • Coxinha da asa: R$ 14,49 – R$ 26,99
  • Tulipa de frango: R$ 21,00 – R$ 39,50
  • Capa de contrafilé: R$ 26,70 – R$ 39,98
  • Costela ripa: R$ 16,99 – R$ 26,90
  • Picanha: R$ 52,90 – R$ 99,98
  • Linguiça toscana: R$ 16,49 – R$ 32,99
  • Miolo da paleta: R$ 29,95 – R$ 42,98
  • Bananinha: R$ 26,90 – R$ 46,98
  • Carvão vegetal: R$ 23,95 – R$ 33,99
  • Mandioca congelada: R$ 5,50 – R$ 10,00
  • Pão de alho: R$ 9,90 – R$ 14,95

Segundo o , os técnicos coletaram os dados entre os dias 2 e 9 de maio.

Preços em churrascarias variam 71% no Dia das Mães

Para quem opta pela churrascaria, os preços apresentam variação de 71,99%. O maior deles, de R$ 109,90, está em restaurante localizada no Centro e na Chácara Cachoeira. Já o rodízio mais econômico encontrado é de R$ 63,90, no bairro Santa Fé.

Do mesmo modo, os dados consideram a avaliação de 12 estabelecimentos, entre os dias 2 e 9 de maio, na Capital. Três restaurantes pesquisados não possuem rodízio e informaram estar fechados no domingo.

Por fim, mais detalhes da pesquisa podem ser consultados aqui (almoço em casa ou no restaurante).