Demora e senhas erradas: agência bancária é autuada por irregularidades em Campo Grande

Fiscais flagraram demorar acima de duas horas para que pessoas em cadeira de rodas recebesse atendimento
| 26/05/2022
- 17:29
banco
Instituições infringem diversos itens do Código de Defesa do Consumidor - (Foto: Divulgação)

Uma agência bancaria foi atuada por demora excessiva para atender seus clientes, em Campo Grande, nesta quinta-feira (27). A instituição chegava a emitir senhas com horários de Brasília, com o objetivo de esconder a demora no atendimento.

De acordo com o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), que realizou a autuação. A agência, localizada na rua Marechal Rondon, além de emitir senhas com horários adiantados, também demorava excessivamente para atender pessoas com prioridade.

O órgão cita o caso de um cadeirante que teve a senha emitida às 11h59 e só foi atendida às 14h05, demora acima de duas horas e superior aos 15 minutos permitido por lei. “Ainda como infração, funcionária do banco jogou senha de cliente no recipiente para lixo na tentativa de obstruir o trabalho da fiscalização”, afirmou o órgão.

Além disso, a agência incorria em outras irregularidades tais como emissão de comprovantes em papel termossensível e, também, o totem que libera as senhas não apresenta rótulos que induzam as pessoas a retirarem a que, na realidade, lhe interessa, causando confusão na hora do atendimento.

Veja também

Porém, em comparação a maio último, houve queda de 4,21%.

Últimas notícias