Cotidiano / Consumidor

TOP 5: Confira quais cidades de MS têm mais moradores com nome sujo

As principais dívidas dos sul-mato-grossenses são com bancos e com cartão de crédito

Mariane Chianezi Publicado em 15/07/2021, às 13h48

None
Ilustrativa

A falta de organização econômica, desemprego e salário atrasado são algumas das causas que levam a deixar o nome dos consumidores negativados. A estimativa é que atualmente são mais de 861 mil sul-mato-grossenses com o nome sujo. No Brasil, são 62,5 milhões de inadimplentes. 

Uma pesquisa recente do Serasa, uma das principais bases de dados do país, mostrou quais são as cidades de Mato Grosso do Sul com mais moradores inadimplentes. Os dados contém recortes até o mês de maio.

Em primeiro lugar, aparece Campo Grande, com mais de 348 mil moradores endividados. Em segunda posição no ranking, aparece Dourados, com 72 mil consumidores inadimplentes.

No terceiro lugar, segue Três Lagoas, tendo 47 mil moradores na base de dados do Serasa, e em quarta e quinta colocação, figuram Corumbá e Ponta Porã, com 35 mil e 22 mil moradores com nome sujo, respectivamente.

A pesquisa também mostrou que os sul-mato-grossenses inadimplentes somam 2,6 milhões de dívidas, que chegam a aproximadamente R$ 3,8 bilhões em dívidas, sendo que o valor médio das contas é de R$ 4,3 mil por pessoa e o valor médio de cada dívida é de R$ 1,4 mil.

As principais dívidas se concentram nos bancos e cartões de crédito, correspondendo a 36,4% do total. Em seguida, aparecem as dívidas no varejo, com 18,10% e no setor de serviços, com 13,10%.

Jornal Midiamax