Cotidiano / Consumidor

Em Dia Livre de Imposto Procon diz que consumidor deve ficar atento aos preços

O Dia Livre de Imposto, organizado pela FCDL (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas) é realizado nesta quinta-feira (4) em Campo Grande. Alguns consumidores tiraram o dia para aproveitar os descontos, mas o Procon-MS pede atenção às promoções. A reportagem esteve nesta manhã no supermercado Nunes, localizado na avenida Gunter Hans. No local, um dos […]

Ana Paula Chuva Publicado em 04/06/2020, às 09h06 - Atualizado às 15h01

(Leonardo de França)
(Leonardo de França) - (Leonardo de França)

O Dia Livre de Imposto, organizado pela FCDL (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas) é realizado nesta quinta-feira (4) em Campo Grande. Alguns consumidores tiraram o dia para aproveitar os descontos, mas o Procon-MS pede atenção às promoções.

A reportagem esteve nesta manhã no supermercado Nunes, localizado na avenida Gunter Hans. No local, um dos clientes, o operador de máquinas Luiz Alexandre, 35 anos, disse que se sentiu lesado com os preços.

“No panfleto da propaganda o preço do arroz Tio Lautério estava R$ 13,79 e aqui paguei R$ 12,98. Me sinto lesado, trabalhei a noite inteira e passei aqui acreditando que ia estar barato, mas está praticamente o mesmo preço”, disse.

No estabelecimento o superintendente do Procon, Marcelo Salomão disse que o gerente informou que o desconto era de 7% sobre o ICMS e que a regra era simples e deveria ser cumprida.

“A regra é simples se prometeu tem que cumprir. Se prometeu imposto zero tem que cumprir, mas ainda vou verificar as notas do estabelecimento para ver se realmente o imposto é zero”, declarou.

Segundo ele essa ação é importante não só para a relação com o consumidor, mas também para fomentar o comércio. “Essas ações que a CDL organiza são importantes para aquecer o comércio. Mas o consumidor deve ficar atento às promoções se estão sendo cumpridas”, completou.

Ao Jornal Midiamax a presidente da FCDL Inês Santiago, também presente no estabelecimento, disse que a campanha não é sobre o comércio varejista fazer promoção, mas sobre a conscientização da incidência  tributária.

“Veja, nós não estamos fazendo campanha para varejista fazer promoção. Estamos falando da incidência do tributo sobre um produto ou serviço. A ideia é trazer o consumidor para a discussão de um tema tão importante. Se trata da conscientização da população sobre a carga tributária”, afirmou.

Jornal Midiamax