Pouco mais de uma hora de chuva foi suficiente para ficar embaixo d'água na tarde desta terça-feira (2). Durante a madrugada, o município já havia registrado forte chuva, com a soma dos dois períodos, o resultado foi ruas alagadas, carros arrastados e até hospital invadido pela pela água. 

De acordo com o Corpo de da cidade, nas últimas horas dispararam as ligações na central de atendimento. Tanto os militares quanto a Defesa Civil estão nas ruas para atender as ocorrências relacionadas à chuva.

Segundo os bombeiros, o acumulo de água está relacionado a problemas no escoamento urbano das vias. As áreas mais afetadas foram:

  • 1. Rua major gama com duque de caxias e monte castelo;
  • 2. Rua Joaquim Murtinho com major gama;
  • 3. Rua José Fragelli com monte castelo;
  • 4. Rua Luís Feitosa com dom Aquino;
  • 5. Rua Assad com 17 de março – Em .

Acompanhada de raios e trovões, a chuva em Corumbá começou por volta das 16h30 e durou aproximadamente uma hora e meia. Conforme o Climatempo, nas últimas 24 horas choveu 134 milímetros no município, valor que corresponde a 92% da média esperada para todo o mês.

Vídeos feitos por moradores detalham a dimensão dos estragos pela cidade. Na área central, diversas ruas ficaram tomadas pela água e alguns motoristas se arriscaram na travessia. Em outras áreas, carros estacionados foram arrastados pela força da água que subiu repentinamente e assustou moradores. (Veja o vídeo no fim da reportagem).

Em outro vídeo, um dos corredores do Pronto Socorro de Corumbá aparece tomado pela água, minutos após o início do temporal. 

“Percebemos que repetiu episódio da madrugada, onde houve maiores transtornos. A gente está fazendo levantamento para apresentar ao setor de Infraestrutura da Prefeitura, para que seja feito um novo direcionamento às galerias para a vazão da água”, comentou o superintendente Municipal de Proteção e Defesa Civil, Isaque do Nascimento, em entrevista ao site Diário Corumbaense.

Vizinha a Corumbá, Ladário também sentiu os efeitos do temporal. Na madrugada, registrou 102,4 milímetros segundo a Estação da Base Naval. A média esperada para todo o mês de  janeiro é de 169,9 milímetros. 

Até às 10 horas de quarta-feira (3), Corumbá e Ladário permanecem sob aviso de chuvas intensas emitido pelo (Instituto Nacional de Meteorologia). São esperados ventos de até 60 quilômetros por hora e acumulado de chuva de até 50 milímetros no dia. 

A recomendação é para que moradores não se abriguem ou estacionem veículos embaixo de árvores ou placas metálicas, nem utilizem aparelhos eletrônicos conectados à tomada. A Defesa Civil (telefone 199) e o (telefone 193) estarão em alerta para atender eventuais ocorrências relacionadas ao tempo.