Desde que começaram os agendamentos para emitir a CIN (Carteira de Identidade Nacional), também chamada de ‘Novo RG', em Mato Grosso do Sul, muitas pessoas ficaram em dúvida sobre o valor do novo documento.

Entretanto, mesmo que um boleto seja gerado, o sul-mato-grossense não precisa pagar pela 1ª via da CIN. Por conta de falsas sobre a cobrança para tirar o novo documento, que estão espalhando em grupos de WhatsApp, o Sinpap/MS (Sindicato dos Peritos e Peritas Papiloscopistas de MS) emitiu um alerta para o Estado.

A entidade condena aproveitadores e disseminadores de fake news e informa que o RG atual é válido até 2032, ou seja, por mais 8 anos. Após este prazo, somente a CIN vai valer.

“Ressaltamos que o sindicato tomará as providências necessárias em relação a divulgação de informações falsas. Também estamos vigilantes quanto a eventuais desacatos cometidos contra os servidores públicos que estão lotados nos Postos de Identificação, motivados justamente em razão de propagação de informações inverídicas”, comenta a papiloscopista Danielle Bueno, presidente do Sinpap/MS.

A dirigente informa que todo o processo é feito por agendamento, de forma antecipada, e somente na página da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), neste link.

‘Novo RG' é um documento diferente

  • A emissão é gratuita e se trata de primeira via, pois é um novo modelo nacional.
  • Mesmo para quem já possui RG no Mato Grosso do Sul, trata-se de primeira via.
  • O agendamento é aberto todo final de mês para o mês subsequente. São abertas mais de 1000 vagas por dia.
  • Não existe prazo mínimo para agendamento.
  • A primeira emissão é e continuará sendo gratuita.
  • O Novo documento adota o CPF como numeração única.
  • O RG atual continua válido até 2032.

CIN

O documento reúne todos os dados do brasileiro em um só lugar e a partir de agora serão integrados. A nova identidade segue padrões internacionais e possui o código MRZ, mesmo do passaporte, que permite a entrada em países do Mercosul com maior facilidade.

Vale lembrar que a CIN segue sendo impressa em papel-moeda em Mato Grosso do Sul, mas há expectativa que a partir de 2024 seja impressa em cartão.

Conforme a lei federal, o novo prazo de validade será de cinco anos para de 0 a 12 anos; e de 10 anos para pessoas de 12 a 59 anos. Para os idosos acima de 60 anos a validade é indeterminada.

Como tirar a CIN?

Como tirar o novo RG?

  • Primeiro acesse o site da emissão na Basta clicar aqui – Por conta do volume de acessos, o site pode apresentar instabilidade.
  • Depois, clique em 1ª ou 2ª via (qualquer uma das opções abrirá o agendamento) – novamente, aqui trata-se apenas detalhes protocolares que ainda não interferem na emissão.
  • Escolha o endereço do posto de identificação mais perto de você – geralmente separado por municípios.
  • Escolha o dia e horário disponível que melhor se encaixe para você.
  • Por fim, preencha os campos com as informações pedidas e digite o código de segurança

Uma confirmação de agendamento será enviada para o email. No dia agendado, o morador precisa levar os documentos de CPF e certidão de nascimento ou casamento e divórcio. Outros documentos opcionais são: Certidão de Naturalização, NIS, PIS, PASEP, tipagem sanguínea e título de eleitor.