Após a assembleia neste sábado (18), o Sindicato das Lotéricas de Mato Grosso do Sul, por enquanto, descarta uma paralisação no serviço. A categoria abriu uma reclamação para a Caixa Econômica Federal pedindo uma solução para o reparo nas instabilidades diárias.

O presidente do sindicato, Ricardo Amado Costa, diz que o pedido de solução foi enviado para a sede do banco responsável pela regulação do sistema. O prazo é de sete dias para retorno com um parecer.

“O sistema provido pela Caixa, de tecnologia para a rede lotérica, tem apresentado constantemente deficiência, fica fora do ar todo dia em alguma lotérica. Isso tem atrapalhado muito o empresário lotérico, que não consegue trabalhar”.

Pegos de surpresa

Na Lotérica de um hipermercado da Avenida Brilhante, o gerente informou que não tem conhecimento de possível paralisação. As atividades seguem normais.

Na Rua Marechal Deodoro, Dioneia Silva, disse que não foram avisados sobre assembleia e que seguem trabalhando. “Vamos funcionar normal”, disse.