A Lagoa Misteriosa, famoso ponto turístico localizado no município de Jardim, foi declarada como RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural), após publicação de Portaria no DOU (Diário Oficial da União), nesta semana, pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

A nova unidade de conservação possui 38,43 hectares, que serão preservadas perpetuamente. A área foi adquirida em 2005 pelo Grupo Rio da Prata, também responsável pelos atrativos Recanto Ecológico Rio da Prata e Estância Mimosa.

Com águas cristalinas e profundidade desconhecida, o atrativo oferece passeios de flutuação e mergulho com cilindro. Além disso, o local recebe atividades de pesquisas, educação ambiental e projetos.

Segundo a Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, Luiza Coelho, a área possui muita biodiversidade.

“O objetivo de criar a RPPN foi oficializar a proteção desta área que agora passa a fazer parte do Sistema Nacional de Unidades de Conservação Brasileiro através de uma reserva particular e perpétua”, disse.

Reservas Naturais

As Reservas Particulares do Patrimônio Natural desempenham um papel importante na proteção da flora, fauna e recursos hídricos.

Ao criar uma RPPN, os proprietários assumem o compromisso legal de preservar a área em seu estado natural, impedindo atividades degradantes como a exploração predatória, desmatamento e poluição.

💬 Receba notícias antes de todo mundo

Seja o primeiro a saber de tudo o que acontece nas cidades de Mato Grosso do Sul. São notícias em tempo real com informações detalhadas dos casos policiais, tempo em MS, trânsito, vagas de emprego e concursos, direitos do consumidor. Além disso, você fica por dentro das últimas novidades sobre política, transparência e escândalos.
📢 Participe da nossa comunidade no WhatsApp e acompanhe a cobertura jornalística mais completa e mais rápida de Mato Grosso do Sul.