Sem unidades suficientes para realizar os atendimentos em Campo Grande, o 6º Conselho Tutelar – aprovado nesta quinta-feira (14), em caráter de urgência, na Câmara de Vereadores- foi inaugurado nesta tarde, no bairro Parque do Lageado. A expectativa é atender cerca de 200 mil pessoas, na região do Anhanduizinho.

A criação de novos Conselhos Tutelares já era discutida judicialmente há seis anos. A unidade inaugurada hoje ainda não resolve o problema de defasagem na Capital. Outros dois Conselhos Tutelares estão previstos para serem instalados nos próximos meses, abril e maio, conforme informou a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP).

“Tínhamos uma ação judicializada em quase seis anos. Um servidor disse para mim que a despesa de um conselho é cerca de 1 milhão ao ano, mas eu disse que isso não é uma despesa, é um investimento para crianças e até o mês de maio estaremos inaugurando o sétimo e o oitavo conselhos tutelares da nossa cidade”, garantiu.

A coordenadora da infância de Mato Grosso do Sul, Elisabeth Anache, destacou a importância do atendimento oferecido pelo Conselho Tutelar, principalmente, para crianças que passam por algum trauma.

“Toda vez que uma criança até os seis anos, ou até os três, sofre algum tipo de trauma, as consequências são praticamente irreversíveis. Vão seguir as pessoas para o resto da vida. Dependendo da idade, o trauma não se reestabelece, Principalmente na primeira infância”, explica.

O Procurador Geral do Município, Alexandre Ávalo destacou, que o 6ºConselho Tutelar contará com uma unidade da Defensoria Pública. “A defensoria estará junto com atendimento, junto aos conselheiros”, pontuou.

O 6º Conselho Tutelar da Capital, fica na Rua Evelina Figueiredo Selingardi, nº 1.440, no bairro Parque do Lageado, em Campo Grande. O atendimento será realizado, ininterruptamente, 24 horas por dias.