A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) publicou no desta quinta-feira (24) aprovação do fluxograma e critérios nas unidades de saúde que oferecem a Profilaxia Pós- (PEP) para prevenir vírus HIV.

São critérios para a realização da Profilaxia Pós-Exposição (PEP) ao vírus do HIV:

  • Relação Sexual desprotegida;
  • Violência Sexual;
  • Acidente de Trabalho com exposição a Material Biológico – ATMB;
  • Acidente com manipulação de caixa com Perfuro-Cortante;
  • Acidente na administração de medicação endovenosa, intramuscular; subcutânea e intradérmica;
  • Acidente na punção venosa/arterial para coleta de sangue e/ou não especificada;
  • Descarte inadequada de material Perfuro-Cortante em saco de lixo; bancada, cama e chão, lavanderia;
  • Acidente na lavagem de material;
  • Acidente em procedimentos Odontológico, laboratorial e cirúrgicos;
  • Acidente em dextro (glicemia capilar);
  • Acidente em reencape de agulhas.

Conforme a secretaria, a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) ao vírus do HIV é um procedimento considerado de urgência médica e deve ser iniciado o mais rápido possível, preferencialmente nas primeiras duas horas após a exposição e no máximo em 72 horas, devendo ser classificada pelo enfermeiro na cor amarela.

A PEP está disponível em toda a Rede de Urgência e Emergência do município, composta por quatro Centros Regionais de Saúde (Tiradentes, Coophavilha II, Nova Bahia e Aero Rancho) e seis Unidades de Pronto Atendimento (Santa Monica, Leblon, Almeida, Cel. Antonino, Universitário e Moreninha).

Além disso, a dispensação se dá mediante receita médica e formulário de dispensação do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (SICLOM) devidamente preenchidos e assinados por e usuário.

Ainda segundo a prefeitura, o tratamento preventivo para profilaxia das ISTs somente é recomendado para pessoas vítimas de violência sexual.

A resolução foi assinada por Sandro Benites, titular da Sesau, e pode ser conferida no Diogrande de 24 de agosto de 2023.