Quem gosta de pescar tem apenas mais cinco dias de pesca liberada em Mato Grosso do Sul. Dessa forma, o fim de semana deve ser de pescarias nos rios do Estado, mas para isso é necessário garantir a licença ambiental.

Antes de organizar a tralha de pesca é necessário garantir o documento que autoriza a pescaria amadora ou desportiva. Todo pescador deve ter em mãos a Licença Ambiental, que pode ser emitida na internet de maneira rápida e fácil.

Para emitir a licença ambiental clique aqui. Para emitir é simples, basta se cadastrar uma vez no sistema Siriema e salvar uma senha para os próximos acessos. No sistema, o usuário vai clicar em ‘nova autorização’, preencher os dados e concluir.

A ação vai gerar um boleto que deve ser pago, o que garante a emissão da autorização ambiental para pesca amadora em . Também é necessário usar os petrechos permitidos e observar outras regras e limitações impostas por leis que podem ser conferidas aqui.

O (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) disponibiliza um manual com o passo a passo sobre a emissão da licença de pesca. E em caso de dúvidas é possível falar com o suporte técnico no número (67) 3318-3600, em horário comercial.

Piracema começa em 5 de novembro

A partir da meia-noite do dia 5 de novembro de 2023 está proibido pescar nos rios de Mato Grosso do Sul, devido ao início da Piracema. E pescadores devem ficar atentos, já que no leito do rio a proibição começa mais cedo, a partir de 1º de novembro.

A Piracema é prevista no Decreto 15.166 de fevereiro de 2019, devido ao período de reprodução dos peixes. Com isso, fica proibido todo tipo de pesca no Estado, desde a modalidade Pesque e Solte, a pesca amadora e também a profissional.

Saiba Mais