Descarte de tubos de sangue e seringas com agulhas intrigou moradores do Bairro Jardim Morenão, em . O material hospitalar, deixado em um saco preto, foi jogado em uma das calçadas da Rua Rivaldi Albert, trajeto utilizado por estudantes de uma que fica na região.

Foto: Fala Povo

Em imagens feitas por uma leitora é possível notar o saco plástico entreaberto e pelo menos seis tubos de 5 ml cheios de sangue. No material descartado não há sinal de empresa ou indício que ajude na identificação do responsável pelo descarte.

“Fiquei preocupada por causa dos alunos que passam pelo local. Olha o tamanho dos tubos de sangue e até agulha tinha. Isso é muito perigoso”, comentou moradora que encontrou o material na tarde de ontem (2). 

O local onde o saco foi encontrado fica a poucos metros da ponte que desabou com as fortes do último domingo. O trecho onde as seringas estavam fica exatamente no trecho por onde pedestres e ciclistas se arriscam para ter acesso à Avenida Guaicurus. 

“Os alunos que estudam na Escola Teotônio Vilela passam por ali a pé porque é mais rápido para chegar na Avenida. É um lixo tóxico que jogaram bem na beirada da rua”, acrescenta a moradora. 

A (Secretaria Municipal de Saúde) informou que enviará uma equipe da Vigilância Ambiental ao local e descartou que o material seja de alguma unidade de saúde do Município.

Seja o primeiro a saber de tudo o que acontece nas cidades de Mato Grosso do Sul. São notícias em tempo real com informações detalhadas dos casos policiais, tempo em MS, trânsito, vagas de emprego e concursos, direitos do consumidor. Além disso, você fica por dentro das últimas novidades sobre política, transparência e escândalos.
📢 Participe da nossa comunidade no WhatsApp e acompanhe a cobertura jornalística mais completa e mais rápida de Mato Grosso do Sul.

Saiba Mais