Eu, você, seus avós e ancestrais nem existíamos quando o cometa verde, apelido do recém-descoberto C/2022 E3 (ZTF), teria passado pelo órbita da terra pelo última vez. Entretanto, assim como os antepassados neardertais e primeiros Homo sapiens, que puderam ver o cometa há cerca de 50 mil anos atrás, todos que habitam o hemisfério sul do planeta vão poder conferir o espetáculo único nos próximos dias.

Segundo o Clube de Astronomia Carl Sagan da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Henrique Arcuri, o corpo celeste poderá ser visto a olho nu em MS a partir de 1º de fevereiro, quando estará mais próximo da terra.

“Nos dias 3 e 4 de fevereiro, sua magnitude será de quase 6. Isso significa que se a pessoa estiver em local bem escuro e sem poluição luminosa da cidade, será possível identificar quase perfeitamente o objeto”, diz Arcuri em nota enviada ao Jornal Midiamax.

cometa
Cometa visto de outro telescópio (Foto: Reprodução/ Real Pax)

C/2022 E3 (ZTF)

O cometa em questão tem este nome, pois foi descoberto pelo telescópio Zwicky Transient Facility, em março de 2022, quando estava na órbita de Júpiter.

“O cometa tem a coloração esverdeada por conta dos gases que estão nele. Esses gases são compostos por moléculas de carbono diatômicas e essas moléculas, no estado gasoso, deixam um rastro que chamamos de cauda”, informa o clube. Ele teria passado nas redondezas da Terra pela última vez no final da Era do Gelo.

Observação em Campo Grande

O Clube de Astronomia Carl Segan está organizando uma observação do cometa em Campo Grande. O evento é gratuito e será no sábado (4), às 19h, na cobertura do Museu de Culturas Dom Bosco.

O museu fica no Parque das Nações Indígenas, na Avenida Afonso Pena, nº 7000, no bairro Cidade Jardim. O clube ressalta que o evento só ocorrerá se não chover e nem estiver nublado.

Ajuda da tecnologia

Para aqueles que não podem ir até a observação ou não têm condições de olhar por conta própria e, até mesmo, se estiver nublado ou chovendo, a tecnologia pode auxiliar nesse momento único.

Ela permite ver o C/2022 E3 (ZTF), de qualquer lugar, por meio de lives de alguns observatórios pelo mundo, como o The Virtual Telescope Project (a partir de 2 de fevereiro neste link) e o Real Pax. Confira:

Já para aqueles que vão poder acompanhar, mas não têm ideia de para onde olhar ou não sabem identificar o cometa, alguns aplicativos disponíveis para Android e iOS, como Skywalk, Skymap, Starchart, Sky Safari ou Stellarium (também na versão para computador), podem ser usados para nortear a observação.