O Programa Universidade Para Todos (ProUni) divulgou nesta terça-feira, 7, o resultado da primeira chamada dos classificados. Para conferir a aprovação, o estudante deve acessar a página virtual do ProUni. O prazo para comprovar a documentação junto às instituições de ensino selecionadas vai até 16 de março. Na primeira seleção de 2023, serão ofertadas 288.112 bolsas, sendo 209.758 integrais e 78.354 parciais. Conforme o Ministério da Educação (MEC), ao todo, são 14.346 cursos de graduação de 995 instituições privadas de ensino superior em todos os Estados e no Distrito Federal.

No mesmo dia, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que permite ao estudante financiar um curso superior na rede privada, também abriu as inscrições, que vão até sexta-feira, 10 Desta forma, quem não desejar esperar pelo resultado da segunda chamada do ProUni, já pode se inscrever para participar do Fies. Quem tiver interesse em participar, basta entrar na página de seleção do programa.

Requisitos para o ProUni

O candidato que realizou as provas de 2022 e/ou de 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode se inscrever no ProUni, sendo considerada, de acordo com o MEC, a edição do exame em que o estudante obteve melhor desempenho. Para participar, ele deve ainda ter atingido média de 450 pontos em cada matéria do Enem e não ter zerado na prova de redação. Os inscritos como treineiros no exame não podem concorrer.

Para obter uma bolsa integral em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de ensino superior, o candidato também deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para a bolsa parcial (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa da família.

“A pré-seleção dos inscritos ocorrerá de acordo com a classificação, que observará o limite das bolsas disponibilizadas por curso, turno e local de oferta da instituição, bem como por tipo de modalidade de concorrência, conforme indicado no ato da inscrição”, disse o MEC.

Ainda segundo o ministério, neste ano, os Estados com os maiores números de bolsas ofertadas são: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Bahia. Confira aqui a distribuição das bolsas integrais e parciais por Estado.

Requisitos para o Fies

Criado em 2001, o Fies é uma forma de o estudante financiar um curso superior da rede privada e com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), por meio do MEC e com taxa zero de juros. De acordo com o MEC, o financiado começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos diminuam consideravelmente.

Pode se inscrever o candidato que tenha participado do Enem, a partir da edição de 2010 e tenha obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Nesta modalidade, o aluno precisa ter renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa. O financiado começará a pagar as prestações respeitando o limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos diminuam consideravelmente.

Confira o calendário do Prouni

– Período de inscrições: 28 de fevereiro até 3 de março (encerrado).

– Resultado da primeira chamada: 7 de março.

– Comprovação de informações da primeira chamada: 7 a 16 de março.

– Resultado da segunda chamada: 21 de março.

– Comprovação de informações da segunda chamada: 21 a 30 de março.

– Prazo para participar da lista de espera: 5 a 6 de abril.

– Divulgação da lista de espera: 10 de abril.

– Comprovação de informações da lista de espera: 10 a 19 de abril.

Confira o calendário do Fies

– Período de inscrições: 7 a 10 de março.

– Resultado: 14 de março.

– Complementação das informações da inscrição: 15 a 17 de março.

– Convocação da lista de espera: 21 de março a 18 de maio.