Escolas de ensino fundamental e médio de podem se inscrever até o próximo dia 10 de abril no Futuro em Pauta, iniciativa que pretende reunir participantes na elaboração de documento com sugestões, ideias e possíveis soluções para alguns dos desafios mais urgentes da economia e da no Brasil.

O documento com propostas será elaborado por estudantes do ensino fundamental e médio de todo o país e deverá ser entregue, em agosto de 2023, para os ministros da Fazenda e Educação (ou seus representantes). Vale lembrar que as inscrições são gratuitas e qualquer escola de Mato Grosso do Sul, pública ou privada, pode participar, bastando clicar NESTE link.

Lançada pelos jornais Joca e Tino Econômico (publicados pela Magia de Ler, editora especializada na produção de conteúdo jornalístico ao público infantojuvenil), a iniciativa nacional tem por objetivo levar informação a crianças e adolescentes sobre as defasagens e as necessidades existentes no Brasil na economia e na educação, além de estimular o debate sobre dados atuais relativos a ambos os temas.

O Futuro em Pauta também busca possibilitar que os estudantes reflitam sobre a situação do país a partir de alguns desafios apresentados, além de propor sugestões que possam ser aplicadas para a melhoria dessas áreas. A ideia é que esse exercício seja feito dentro das escolas públicas e privadas, levando os jovens a refletir, com o apoio de seus educadores.

“Dessa forma, as crianças e adolescentes têm a oportunidade de participar de maneira efetiva do desenvolvimento do Brasil, compartilhando suas ideias com os ministros das áreas e mostrando a perspectiva da juventude sobre assuntos que a afetam diretamente, assim como sua expectativa para o país nos próximos anos”, explica Stéphanie Habrich, diretora-executiva dos jornais Joca e Tino Econômico.

Funcionamento do projeto

Para dar suporte às atividades e fomentar o debate entre os estudantes, a Editora Magia de Ler oferece às escolas insumos com dados e informações sobre educação e economia e planos de aula para estimular a reflexão e o debate, com ideias sobre organização de atividades relacionadas às escolas. No entanto, não há obrigatoriedade de usar o material oferecido pela editora. Cada escola terá total independência para promover o engajamento dos estudantes com a ação.

As escolas interessadas precisam se inscrever até 10 de abril, no site da iniciativa. O envio das sugestões discutidas com os estudantes sobre economia e educação acontecerá entre 22 de março e 14 de junho, no mesmo site. Tudo de forma gratuita.

(Com informações da assessoria)