A Prefeitura de , a 295 quilômetros de Campo Grande, cancelou três eventos que estavam previstos para o feriadão. A organização não entregou a documentação com exigências administrativas.

Em nota, o município esclareceu que todos os eventos devem apresentar uma série de documentações com informações, por exemplo, das informações do evento, ofícios para departamentos de segurança pública, vistoria do e e autorização ambiental.

Os eventos iriam acontecer desta quarta-feira (11) ao sábado (14). O comunicado reforça que as determinações devem se adequar ao padrão, pois qualquer evento causa um impacto na região, desde o som ao trânsito.

Confira o comunicado:

No caso do Love & Friends, por exemplo, o local indicado seria uma propriedade rural às margens do banhado do Rio Formoso, o que reflete em medidas mais rígidas, tanto de segurança, quanto de preservação, por isso foram exigidos documentos como “Comunicado de Atividade Isenta de Licenciamento Ambiental” da propriedade rural e “Declaração Ambiental” sobre a conformidade do evento, ambas emitidas pelo IMASUL. Também foi solicitado que no croqui se conste a distância entre a e o espaço de uso comum do show em relação à APP (Área de Preservação Permanente), entre outros. Caso o produtor do evento cumpra com todas as determinações, receberá o Licença Ambiental da SEMA e poderá realizar o evento.

Já no caso dos outros dois eventos, os produtores desistiram de fazer as festas após não conseguirem cumprir com parte das exigências para emissão da Autorização Ambiental Municipal no prazo previsto, visto que o IMASUL pede prazo de no mínimo 30 dias para avaliação dos documentos.

Vale salientar ainda, que a Prefeitura de Bonito era parceira do evento Violada Ecko, que seria realizado no espaço do SESC, e que após o cancelamento das atividades no local, irá promover os shows na Praça da Liberdade.

Sobre o evento Bonito Music: no dia 05 de julho de 2023 a produção do evento apresentou a documentação para realização dos shows sertanejos no espaço onde é realizado o Festival de Inverno, porém, após serem informados sobre as condições para o evento local, como volume do som, uma vez que seria realizado em local aberto, com alta probabilidade de ultrapassagem dos limites de ruídos para o zoneamento, conforme previsto no Plano Diretor do Município, decidiram mudar o local. E, no dia 18 de setembro, apresentaram novo documento, informando que o evento seria realizado em uma propriedade rural ás margens da MS-178, sentido Bodoquena.

Novamente foram solicitados os documentos para emissão da Autorização Ambiental Municipal, que foram apresentados pela produção dos shows no dia 5 de outubro. No dia 6/10 a SEMA emitiu oficio com as ‘não-conformidades’ apresentadas nos documentos, ou seja, o que estava errado ou faltando.

Entre elas estavam: ausência dos documentos pessoais do Responsável Técnico; ausência de apresentação da disposição das lixeiras e sua quantidade no croqui do evento, suficientes para atender o público previsto de 4 mil pessoas; informações sobre como seria realizado o descarte dos resíduos sólidos e recicláveis, bem como da empresa para serviços de limpeza e destinação de efluentes (banheiro químico), entre outros. Além da ausência da “Declaração Ambiental” emitida pelo IMASUL, conforme dito anteriormente.

A Prefeitura de Bonito reforça que não tem e nem nunca teve a intenção de barrar a realização de qualquer evento em Bonito, pelo contrário, estamos sempre abertos para apoiar atividades que promovam o turismo e cultura em nosso município, como exemplo de Brasil Ride, X-Terra, entre outros.