Comumente entre as cidades mais quentes do país, diversos municípios de Mato Grosso do Sul vivenciaram os efeitos causados por participarem do infeliz pódio de altas temperaturas, com dias em que o calor superou os 40 °C.

Entretanto, os dias de glória chegaram! Ou melhor dizendo, os dias de refresco.

Segundo dados disponibilizados pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), apesar do calor ainda ser forte, municípios sul-mato-grossenses deixaram de integrar a lista das dez cidades mais quentes do Brasil pelo terceiro dia consecutivo.

A última vez em que o Estado apareceu na lista foi na segunda-feira (25), quando Nhumirim registrou 39.4 °C, se tornando a 9° cidade mais quente do país na data. Desde então, Mato Grosso do Sul não aparece mais no topo da lista.

Já na terça-feira (26), registrou a maior temperatura do Estado, com 37.3 °C, alcançando a posição 64 entre as mais quentes.

No último levantamento, com dados de quarta-feira (27), registrou calor de 38.1 °C, sendo a cidade mais quente do Estado, mas ocupando a posição 62 no ranking nacional.

Mesmo com calor, cidades podem enfrentar tempestades

Se você pretende pegar a nesta quinta-feira (28), é bom ficar atento: a última semana do ano será de tempestades em grande parte de Mato Grosso do Sul.

O alerta meteorológico divulgado pelo indica chuvas intensas e ventania em diversos pontos do Estado.

Assim, o alerta de nível amarelo é válido para 22 cidades e indica tempestade com entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos entre 40-60 km/h.

Além disso, existe o risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Por fim, para conferir a lista completa de cidades, clique aqui.