As altas temperaturas dos últimos dias também afetam os animais. Neste sábado (18), em que Campo Grande teve máxima de 36,5°C, os jabutis do Bioparque Pantanal tiveram a sua disposição uma piscininha para se refrescar.

De acordo com o atrativo turístico, os peixes não sofrem com os termômetros altos, pois a temperatura da água se mantém constante. Já os jabutis e a famosa Gaby Amarantos recebem tratamentos específicos para amenizar o calor.

Duas vezes ao dia, os do complexo se deparam com o refrescante banho dos jabutis. Ao ar livre, os animais são tratados pela equipe de manejo que garante o bem-estar diário dos habitantes do maior aquário de água doce do mundo.

Além do banho, Leão e Donatelo, como carinhosamente são chamados os jabutis, recebem alimentos frios e com maior quantidade de líquido para mantê-los hidratados. Uma piscina rasa também fica à disposição da dupla no recinto.

Sucuri Gaby

Gaby Amarantos, apesar de vir de uma região quente, o estado do Pará, também precisa se refrescar no Mato Grosso do Sul. A areia do recinto da é molhada, e os profissionais do complexo ainda borrifam água em seu corpo ao longo do dia, ajudando o animal a se manter fresco.

Conforme explica Carla Kovalski, bióloga-chefe do Bioparque Pantanal, como está muito quente, esses animais trocam calor com o ambiente, pois não têm a capacidade de termorregulação que o ser humano e os mamíferos têm.

“Os répteis trocam calor diretamente com o ambiente. Se o ambiente está muito quente, consequentemente, eles ficam muito quentes também, e para aliviá-los, nós deixamos o ambiente mais favorável, a temperatura mais amena, com mais umidade. Assim, adequamos os parâmetros e proporcionamos conforto”, explica.

Saiba Mais