Seis municípios de Mato Grosso do Sul estão entre as 210 cidades brasileiras onde foram encontrados 27 diferentes tipos de agrotóxico misturados. Os dados são do Sisagua (Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano), do Ministério da Saúde, com testes feitos em 2022.

As informações são de reportagem do Repórter Brasil, publicados no Uol. São Paulo desponta com 128 municípios onde foi encontrada a mistura de 27 agrotóxicos, seguido de Minas Gerais com 23 cidades nessa situação e Santa Catarina com 12 municípios. Mato Grosso do Sul aparece em 5º com seis municípios no ranking.

Apesar do ranking, a pesquisa não detalha quais são os municípios. De acordo com a reportagem, os agrotóxicos de maneira isolada não apresentam danos à saúde humana, porém, não há estudos sobre os riscos da união desses pesticidas.

Segundo a pesquisadora da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Cassiana Montagner, as estações de tratamento não conseguem retirar os agrotóxicos da água na concentração encontrada no Brasil. Assim, a melhor solução é evitar a contaminação.

“Tudo aquilo que vem sendo colocado no ecossistema, solos e plantações, permanece nos recursos naturais e continua presente em diferentes lugares”, alerta Rafael Rioja, coordenador de consumo sustentável do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), que faz alertas constantes sobre a presença de agrotóxicos nos alimentos.