A qualidade da comida servida pelo HRMS ( Regional de Mato Grosso do Sul) a pacientes e servidores foi alvo de críticas na última semana. Segundo denúncias, alimentos já vieram ‘acompanhados’ de moscas, fios de cabelo e até larva. Porém, hospital rebate e diz que larva, na verdade, se tratava de broto de .

Conforme denúncia do último dia 20, pacientes alegaram terem encontrado corpos estranhos na alimentação servida pelo hospital. Pelas fotos enviadas à equipe de reportagem, é possível ver cabelo, mosca e o que seria uma possível larva mergulhada no feijão da marmita. Segundo denúncia, a comida é destinada a servidores e pacientes.

“Eu passei muito mal depois que comi, tive dores abdominais terríveis e muita diarreia”, diz uma pessoa.

Após críticas, o hospital se pronunciou na manhã desta terça-feira (28) com um documento oficial enviado a servidores, ao qual o Midiamax teve acesso, e relata que larva, na verdade, se tratava de broto de feijão.

“Após análise da área técnica, restou constatado que a reclamação veiculada de suposta larva em feijão, trata-se na verdade de broto de feijão, e não corpo estranho conforme noticiado”.

Em seguida, hospital alega que tem realizado visitas técnicas na empresa terceirizada, que fornece o alimento à instituição, para garantir a qualidade dos processos de preparo, porcionamento e transporte.

Controle de qualidade

No entanto, servidores e pacientes afirmam não ter acreditado na justificativa: “primeira vez que vejo broto de feijão se mexendo”.

O enviou retorno sobre os corpos estranhos das fotos e, por meio de nota, disse:

“O HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) informa que a produção dos alimentos é feita por uma empresa terceirizada. Destaca ainda que mantém o controle de qualidade dos serviços prestados”.