Anunciado na última sexta-feira (11), o Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) destinará R$ 44,7 bilhões em recursos para Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, o setor de saúde receberá investimentos direcionados ao Humap (Hospital Maria Aparecida Pedrossian) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Ainda sem definição sobre a alocação específica dos recursos, o PAC poderá beneficiar diferentes áreas do Humap-UFMS, como a reforma do centro cirúrgico, a revitalização da sala de hemodinâmica, a reestruturação elétrica e a implementação de um sistema de proteção contra descargas atmosféricas.

“Como ainda não temos informações oficiais, não sabemos se os recursos serão direcionados para usos específicos ou se teremos alguma margem de escolha na aplicação desses fundos, mas temos essas prioridades”, informou o hospital.

Em nota, o Humap-UFMS afirmou que, no momento, não existem obras paralisadas no hospital, o que implica que os recursos do PAC serão direcionados para novas melhorias na instituição.

“Nos últimos dois anos, concluímos a reforma do ambulatório geral, da clínica médica, da Unidade Coronariana e a construção do bunker da radioterapia, que eram as pendências que tínhamos”, esclareceu.

O HU possui 25 programas de residência médica em áreas clínicas e cirúrgicas, dois programas de residência uniprofissional em saúde e um programa de residência multiprofissional, com 206 residentes em formação. É também unidade de formação para mais de 300 graduandos.

Hospital Universitário fica anexado à UFMS
Hospital Universitário fica na UFMS (Foto: Divulgação)

Novo PAC

Com o novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), lançado pelo governo federal na sexta-feira (11), pela primeira vez os hospitais universitários federais receberão investimentos para aprimorar e expandir o atendimento aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

O Humap-UFMS faz parte do eixo “Educação, Ciência e Tecnologia Educação Superior”, que prevê a retomada, conclusão e novas obras em Hospitais Universitários Federais em todo o país. Além de Campo Grande, o Hospital Universitário de Dourados também será beneficiado pelo programa.

Ao todo, serão investidos 1,5 bilhão de reais no período de 2024-2027, com recursos destinados também para aumentar a capacidade de ensino, pesquisa e inovação.

De acordo com o anúncio do Governo Federal, as intervenções por meio do PAC abrangem todos os hospitais da Rede Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares).

Governo Federal vai investir R$ 44,7 bilhões em Mato Grosso do Sul, distribuídos em nove eixos (Midiamax)