O feriado prolongado de 7 de Setembro será de tempo instável em Mato Grosso do Sul. A condição acontece pela atuação de um sistema de baixa pressão atmosférica no favorece a formação de chuvas.

A previsão indica altas temperaturas e pancadas de chuva de intensidade fraca a moderada e, localmente, podem ocorrer tempestades com raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo, com destaque nas regiões sul, sudoeste e central, conforme o (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima).

Na quinta-feira (7), as temperaturas variam de 19°C a 36°C. terá sol e nebulosidade, chance de chuva a qualquer momento do dia. A máxima será de 32°C. Na região pantaneira e sudoeste, e Porto Murtinho variam máxima de 35°C a 36°C.

Ainda no feriado, a possibilidade de chuvas listam: Ponta Porã, Iguatemi, Coxim, Camapuã, Campo Grande e Porto Murtinho.

O não muda de situação na sexta-feira (8), com predomínio da instabilidade em todas as regiões do Estado. As máximas oscilam entre 23 e 28°C no sul, enquanto na região norte, pantaneira, bolsão e sudoeste mínimas entre 22e 27°C e máximas de até 36°C. Em Campo
Grande, mínimas entre 21 e 24°C e máxima de até 33°C.

O monitoramento mostra que os dias podem registrar rajadas de vento de 40 a 60 km/h, podendo ultrapassar os valores pontualmente.

No sábado (9), a possibilidade de chuva se estende a maiores regiões, como em Corumbá, Porto Murtinho. Ponta Porã, Iguatemi, Anaurilândia, Dourados, Campo Grande, e Camapuã. As temperaturas máximas oscilam de 23°C a 35°C e mínimas de 19°C a 24°C.

Calor intenso

A partir do domingo (10), tempo volta a ficar estável, com sol e variação de nebulosidade devido ao avanço do sistema de alta pressão atmosférica. Porém, não se descartam pancadas de chuvas bem isoladas. Serão esperadas temperaturas intensas acima de 38°C, principalmente ao norte.

A análise do Cemtec mostra que haverá uma onda de calor, com elevação gradativa das temperaturas e entre a próxima segunda (11) e terça-feira (12), que podem chegar de 38 a 41°C, principalmente na região norte, pantaneira e sudoeste.

Aliado a previsão de altas temperaturas, é esperado queda nos valores de umidade relativa do ar
entre 5 e 20%. “Nestes dias, há probabilidade para serem atingidos os recordes de 2023”, indica o monitoramento.