A próxima semana será de feriadão em e muitas , principalmente as que estudam na rede pública de ensino, terão muitos dias de folga pela frente. Mas a realidade não é a mesma para os pais, que devem trabalhar ao menos nos dias úteis. Para conciliar as rotinas, casa dos avós e sobrecarga dos pais é o que deve acontecer em boa parte das famílias.

Wesley Ferreira trabalha como autônomo com serviços elétricos automotivos e não tem o privilégio de tirar uma semana de folga, como os filhos de 3 e 11 anos. A solução da família será levar as crianças para a casa dos avós.

Ele conta que vão viajar no para deixar um dos filhos com os avós, voltam para para trabalhar e no outro fim de semana, voltam para buscar o pequeno. Já o mais velho, também deve ficar com os avós. “Correria, mas tem que ser”, conta Wesley.

Já para uma lojista e mãe de um menino de 4 anos, os próximos dias serão de sobrecarga. “Vou levar meu filho para ficar comigo enquanto trabalho”, explica ela, que preferiu não se identificar.

O jeito é se virar em casa

Silvana Menezes, 39, tem dois filhos, de 4 e 3 anos, e os três vão passar o feriadão em casa. Ela conta que é professora substituta e não trabalha fora regularmente, como o marido viaja a trabalho, ela vai dar conta das crianças no feriado.

“A gente inventa algumas coisas e vai passando os dias em casa mesmo”, conta ela na saída da escola dos pequenos.

Já outra mãe, de 27 anos e grávida do 5º filho, diz que os próximos dias serão em casa mesmo. Ela vai se dividir com os pais das crianças no feriado e deve participar de uma festinha para as crianças realizada no bairro em que mora.

Mato Grosso do Sul é privilegiado em outubro com o feriadão devido aos dias 11 (feriado estadual) e 12 (feriado nacional).