O SINTSS/MS (Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de MS) irá realizar um protesto nesta terça-feira (27) para reivindicar o pagamento do piso nacional para a categoria. Os profissionais irão realizar a manifestação na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Em nota, o sindicato afirmou que os profissionais irão se reunir no Hospital Regional de e seguirão em caravana para a Alems.

A caravana finaliza uma série de protesto que ocorrem desde a última quarta-feira (21), com uma série de paralisações realizadas até esta segunda-feira (26).

O presidente do sindicato, Alexandre Júnior Costa, afirma que os valores são compatíveis com a capacidade de pagamento do poder público.

“Estamos falando de valores irrisórios, são R$ 4.750 para o profissional com formação universitária, R$ 3.350 para o pessoal de nível técnico, R$ 2.375 para o pessoal auxiliar de enfermagem. Não é um valor absurdo para o poder público fazer tanta firula” reforçou.

Professores também aproveitam sessão na Alems para protestar

Do mesmo modo, a ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) aproveitará a sessão desta terça para realizar uma manifestação a favor do Direito à Liberdade de Cátedra.

Vale lembrar que a Liberdade de Cátedra garante que o espaço da sala de aula, em qualquer nível de escolaridade, seja um local

Liberdade de Cátedra garante que o espaço da sala de aula, em qualquer nível de escolaridade, seja um local para se debater todo e qualquer tipo de assunto de maneira crítica.

Em nota, o sindicato afirmou entender que “na sala de aula a liberdade de pensamento é livre, portanto, não pode ser censurada, seja pelo plano pedagógico ou preconceito por parte de qualquer cidadão do ambiente escolar ou fora dele”.