Ruas do estão intransitáveis na manhã desta segunda-feira (4), tanto para pedestres como para veículos, após os danos do temporal. As vias estão alagadas e tomadas por barro. O retorno da chuva volta a preocupar moradores.

Na Avenida 5 e 7, carros tiveram dificuldade de passar, inclusive com um carro atolado. A moradora Cleu Rodrigues Faria, de 70 anos, relata que escorreu no lamaçal e torceu o pé. O pedestre enfrenta dificuldades para passar na rua onde mora.

“Moro há 30 anos aqui. Não entra e nem sai ninguém dessa rua. Infelizmente, a gente acaba se acostumando com essa situação. As casas sempre alagam. Tive que pedir para mexer e subir o nível do meu terreno para a água não invadir”, relata.

Barro deixa ruas intransitáveis (Nathalia Alcântara, Midiamax)

João Evadro, morador da Rua 77, esquina a Avenida 7, registrou o momento que o vizinho ficou com o carro preso na lama. A força da enxurrada ainda causou um estrago, formando um “rio” durante o temporal.

“Guardei o carro na casa da minha irmã, a rua dela está ‘menos pior’ que a minha. Hoje de manhã, para sair e levar minha filha na escola, tive que ir de chinelo, lavar o pé ao chegar lá e vestir o tênis. É um transtorno que estamos sofrendo. Tem um buraco na rua há um mês, tem que rebaixar para liberar a esquina, para a água escoar, a enxurrada entra na nossa casa”.

Bueiros entupidos com entulho arrastado pela enxurrada (Nathalia Alcântara, Midiamax)

Em uma visão geral, todas as vias estão alagadas ou barrosas. Os bueiros estão entupidos com entulhos arrastados pela enxurrada. Em um dos trechos há água parada, entre a Rua 4 e 9.

A reportagem encontrou em contato com a Prefeitura de Campo Grande sobre manutenções na região e aguarda um posicionamento.

O que diz a prefeitura

A Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) informa que no Bairro Nova Campo Grande estão sendo executadas obras de e pavimentação. O projeto também prevê a construção de bacias de amortecimento, que tem o objetivo de evitar alagamentos das vias. As vias não pavimentadas entram na programação de serviços da Sisep, elaborada com base nas solicitações recebidas pelo 156 e Fala CG. São mais de mil quilômetros de vias não pavimentadas em Campo Grande que recebem o serviço de da Sisep”, diz a nota.

Saiba Mais