A todo o vapor, o de têm levado milhares às ruas todos os dias. Diante do clima de festividade, o Midiamax traz um guia sobre como funciona a assistência à saúde para prevenção contra ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). 

O CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), que é a unidade referência em Campo Grande para testagem e orientações sobre ISTs, estará fechado durante o Carnaval nos dias 20 e 21, retornando com os atendimentos às 13h na Quarta-Feira de Cinzas (22). 

Porém, a equipe do CTA estará ativa nos dias de com a entrega de preservativos externos (conhecidos como camisinha masculina) e orientações sobre PeP e PrEP nos blocos e desfile de escolas de samba. 

“O preservativo interno não é usado nas campanhas extra muro, porém o usuário pode pegar em qualquer unidade de saúde o preservativo interno e externo. Devido às novas identidades de gênero, não usamos o termo preservativo masculino e feminino e sim interno e externo, respectivamente”, explica o gerente do CTA, Marco Aurélio de Almeida Soares.

A dica de ouro para aproveitar o Carnaval de forma segura e prazerosa é sempre usar camisinha e gel lubrificante nas relações sexuais. Caso o preservativo estoure, o recomendado é procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível para iniciar a PeP (ver mais detalhes abaixo).

Camisinha estourou, o que fazer?

Nos casos de de risco durante o Carnaval, como transar sem camisinha ou quando o preservativo estoura, o cidadão poderá procurar uma CRS ou UPA para tomar a PeP (Profilaxia Pós-Exposição Sexual) o quanto antes para evitar o risco de pegar o vírus do HIV. 

Qualquer pessoa pode tomar a medicação em até 72 horas após a exposição de risco. Conforme explica o gerente do CTA, o usuário é classificado ao chegar na unidade e a enfermeira realiza o teste rápido e orientação da medicação.

“A PeP é uma medicação para pós-exposição para quando tem uma troca de fluido ou de sangue. No caso de uma relação sem preservativo, se a pessoa não se sentir segura com o parceiro, ela pode procurar a UPA ou CRS para iniciar a profilaxia pós-exposição. Para as pessoas que têm uma vida sexualmente ativa, o recomendado é realizar a testagem a cada 3 meses e iniciar a PrEP, que é a profilaxia pré-exposição”, explica o profissional. 

O que é o CTA?

O CTA é a unidade de referência em Campo Grande para testagem e aconselhamento sobre ISTs. É um local seguro e com profissionais capacitados para quem busca orientação e acolhimento.

Durante a rotina normal, o espaço oferta testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatite B e C via demanda espontânea. Caso um resultado seja reagente para HIV ou Sífilis, é iniciado o tratamento conforme os protocolos na unidade. 

Em caso de Hepatite B e C, o paciente é encaminhado para o CEDIP (Centro de Doenças Infecto Parasitárias).

O CTA está localizado na R. Anhanduí, 353, na Vila Carvalho, em Campo Grande. O horário de atendimento é das 7h às 17h. O telefone para contato é (67) 2020-1701.