Joaquim Araújo Neto, de 64 anos, morador de procurou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento Médico) nesta quarta-feira (1º) para entregar uma carta de agradecimento pelo atendimento recebido por ele na unidade. 

A iniciativa de Joaquim acontece dias depois da UPA sofrer de vereadores em decorrência do aumento nas filas de atendimento e também do registro de duas mortes de pacientes que foram atendidos no local. Um deles de 13 anos e ou outro de 2.

“Quando mais precisei tive o apoio e o cuidado de profissionais excelentes. Registro minha eterna gratidão a todos vocês. Salvar vidas é um trabalho muito nobre e vocês fizeram”, escreveu ele, na carta publicada no site da prefeitura.

Joaquim relata que deu entrada na UPA no dia 24 de janeiro e foi transferido para o Hospital Evangélico, onde passou por uma cirurgia cardíaca. Segundo a administração municipal, ele teve alta no dia 18 de fevereiro e está em casa em plena e satisfatória recuperação. 

“Receber um paciente que foi salvo pelo atendimento inicial da UPA, que é a realização efetiva do nosso trabalho é muito gratificante, essa é a missão da UPA e dos profissionais que trabalham na unidade”, acredita a diretora técnica da Funsaud, Jociane de Souza Marques. A UPA é administrada pelo órgão que é, que é vinculado à Prefeitura de Dourados.