Tosse, asma, pneumonia: como prevenir as principais doenças respiratórias do outono em MS?

Ar mais seco aumenta a concentração de poluentes na atmosfera e, junto das baixas temperaturas e da poluição, maximizam os riscos de doenças respiratórias
| 02/04/2022
- 14:03
Tosse, asma, pneumonia: como prevenir as principais doenças respiratórias do outono em MS?
(Foto: Leonardo de França)

Uma das principais características do outono são as oscilações de temperatura e a baixa umidade relativa do ar em Mato Grosso do Sul. É justamente esse ar mais seco que aumenta a concentração de poluentes na atmosfera e, junto das baixas temperaturas e da poluição, aumentam os riscos de doenças respiratórias.

Doenças como resfriado, gripe, crise de asma, bronquite, sinusite e pneumonia são muito perigosas, sem falar na Covid-19. Os vilões continuam sendo os respiratórios que causam o resfriado e a gripe, doenças transmitidas por meio de gotículas respiratórias.

De acordo com o coordenador do curso de medicina da Uniderp, médico otorrinolaringologista Alexandre Cury, há um aumento significativo de casos nas estações de outono e inverno, que estão associadas, além da redução da umidade relativa do ar, ao aumento da poluição.

“A associação entre temperaturas baixas e tempo seco facilita a proliferação de vírus e bactérias”, destaca. Com as temperaturas mais baixas temos a tendência de deixar os ambientes mais fechados o que pode tornar um facilitador para as doenças respiratórias. Por essa razão, é muito importante manter ambientes ventilados e lavar as mãos com frequência.

Para o especialista, esse período pode ter reflexo na letalidade dos casos de Covid, afetar a curva de contágio ou algo nesse sentido. "Nesse período frequentemente temos um aumento nos casos de doenças respiratórias dentre elas a possibilidade de covid, por isso é importante mantermos os cuidados e prevenção", explica Cury.

Cuidados com as doenças

Segundo ele, o outono é uma estação que demanda muito cuidado para aqueles que sofrem de distúrbios respiratórios crônicos como enfisema pulmonar, asma, bronquite crônica e rinossinusites, pois nessa época ocorrem possibilidades de aumento das exacerbações. 

“A prevenção das doenças respiratórias pode ser realizada com hábitos simples como, por exemplo, evitar ambientes fechados e sem ventilação, higienizar bem as mãos, proteger a boca quando tossir, ingerir bastante água e evitar o acúmulo de poeira. Se guardados há bastante tempo, blusas, mantas e cobertores devem ser lavados e colocados ao sol para secagem. Também recomendamos a lavagem do nariz com solução fisiológica que alivia a irritação”, recomenda. 

Algumas dicas para evitar as doenças respiratórias no outono

1. Hidrate o corpo.

2. Não fume.

3. Evite se expor a ambientes com muita poeira ou fumaça.

4. Mantenha o ambiente arejado.

5. Lave as mãos com frequência e utilize álcool em gel.

6. Mantenha as vacinas em dia.

8. Use roupas adequadas quando houver necessidade.

9. Mantenha hábitos saudáveis: tempo ideal de sono, alimentação saudável e pratique exercícios físicos fora do período de temperatura mais intensa.

Tipos de vírus de doenças predominantes no outono 

- (gripe);

- Adenovírus (resfriados);

- Vírus sincicial respiratório;

- Rotavírus.

Veja também

Campo Grande tem 50 médicos de plantão para atendimento de adultos nesta manhã. São 15 médicos pediatras disponíveis no...

Últimas notícias