Chip permite até encontrar pet perdido e pode ser encontrado a partir de R$ 110 em Campo Grande

Procedimento também monitora histórico de doenças e até medicações
| 13/02/2022
- 17:00
A microchipagem consiste em um procedimento simples
A microchipagem consiste em um procedimento simples, onde é colocado um microchip de computador do tamanho de um grão de arroz no animal. - Divulgação

Perder um animal é uma situação angustiante e preocupante para todos os criadores de pets, bem como para os próprios animais que ficam expostos a situações de risco nas ruas. Para monitorar os bichinhos, tutores recorrem à implantação de chips, que custam a partir de R$ 110 em Campo Grande.

De acordo com o médico veterinário Diogo Helney, a microchipagem consiste em um procedimento simples onde é colocado um microchip de computador do tamanho de um grão de arroz ou até menores como o nanochip ou o picochip que mede 1,2 milímetros e pesa apenas 9 miligramas sob a pele do animal, com auxílio de um aplicador com agulha. 

Diogo também esclarece a principal função da tecnologia. "Serve para armazenar informações importantes, como nome, raça, idade, histórico de doenças e medicações e, claro, os dados do tutor daquele pet. Dessa maneira, ao encontrar um pet perdido, é possível levá-lo ao veterinário ou ao órgão público competente de sua cidade para acessar as informações do microchip e entrar em contato com o tutor", detalha. 

Além disso, o especialista reitera a importância do procedimento para a redução da taxa de abandono de animais. "Microchipar seu animal de estimação é uma maneira de aumentar as chances de ter seu cão ou gato perdido de volta e ainda auxilia os agentes públicos e as ongs de proteção a melhorar seu atendimento à sociedade e diminuir a taxa de abandono", destaca. 

Registro de animais também é lei

A partir da criação do Sistema de Guarda Responsável no município de Campo Grande, a Lei Complementar nº 409 de 09/06/2021, artigo 2°, inciso 3, estabelece a obrigatoriedade do registro de cães e gatos. "Fica estabelecida a obrigatoriedade, no âmbito do Município de Campo Grande - MS, do tutor realizar o registro de seus cães e/ou gatos por meio da Coordenadoria de Controle de Zoonoses, ou da Subsecretaria do Bem-Estar Animal (SUBEA) ou em estabelecimento veterinário credenciado ou médico veterinário credenciado".

Custos 

A reportagem do apurou os custos do procedimento de microchipagem em clínicas particulares, e a média de custo é de R$ 150. O valor mais barato encontrado foi na Clínica Médica Veterinária Apolo Norte Sul, em que o preço é de R$ 110. As demais clínicas: Anima Doux Clínica 24h, Clínica Veterinária Totó Company e Prontovet Centro Veterinário 24h estão na faixa de R$ 150. 

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) realiza a inserção do microchip em animais castrados no local, por uma taxa simbólica de R$ 15 reais. Pessoas cadastradas em programas sociais do Cras (Centro de Referência da Assistência Social) ficam isentas do valor, mediante apresentação de resumo do Cadastro Único. 

Veja também

Em um dia de alívio no mercado financeiro, a bolsa de valores subiu mais de...

Últimas notícias